Há uma idéia que é hoje consenso entre quase todos os teóricos da Filosofia Política. Todos chegaram a conclusão que o Socialismo, com sua proposta de estabelecer um modelo de relações econômicas entre as pessoas baseado na supressão da propriedade particular e de arranjos políticos fundamentados na igualdade política, acabou. E com isso, também entrou em
colapso a idéia de uma democracia igualitária. Somente dentro de algumas gerações, talvez, a humanidade encontrará energia para voltar a propor um modelo alternativo de pensamento político. O fato é que hoje, somente temos uma visão hegemônica para os arranjos políticos e econômicos. A democracia liberal, com sua proposta de economia de mercado e institucionalização da liberdade, venceu.
A hegemonia do pensamento liberal põe, entretanto, um grave problema para os intelectuais. Isto é, na falta de um pensamento alternativo, como fazer a crítica da democracia
liberal? De uma forma geral só nos resta como caminho, a via das críticas menores, das pequenas escaramuças, incursões ofensivas parciais e ficamos perdidos no chamado cinturão de proteção e nos ataques às teses secundárias que protegem o miolo, o ‘hard core’, do pensamento democrático liberal.
O debate na Filosofia Política, entretanto, não chegou ao seu fim. E a busca pela grande objeção capaz de acertar o centro do pensamento liberal se torna cada vez mais intensa. Nesse esforço, os intelectuais tem encontrado inspiração na retomada das grandes questões fundamentais do espírito humano.
O fato é que existem dois conceitos que, desde a origem da chamada civilização ocidental e cristã, estiveram na agenda das preocupações intelectuais das pessoas e foram objeto de muitas investigações. Trata-se das idéias de Verdade e Justiça. O que é a Verdade? Em que condições o nosso conhecimento pode ser considerado verdadeiro? E ainda, o que é a Justiça? Quando é que nossas ações podem ser consideradas como justas? Conhecer e Agir; idéias e ações; epistemologia e ética, parecem expressar duas dimensões importantes da existência humana.
O conceito de Justiça tornou-se particularmente importante desde o início do século XX. E os parâmetros do debate contemporâneo sobre Justiça foram estabelecidos por Hans Kelsen. Na sua obra "Teoria Pura do Direito", Kelsen alega que a discussão sobre a Justiça não pertence ao mundo das discussões da Ciência do Direito. Entretanto, ele constrói toda uma teoria da Justiça. Ocorre que, num primeiro momento, a "Teoria Pura do Direito" e as possibilidades de uma Ciência Positiva do Direito, ocupam os debates na Filosofia Política do início do Seculo XX. Posteriormente, as idéias de Kelsen sobre a Justiça ocupam o cenário dos debates, posto que não se consegue entender o Direito somente através de uma Ciência Pura do Direito. Nós precisamos da idéia de Justiça. Por outro lado, o conceito de Justiça pode ser entendido a partir de reflexões sobre o indivíduo, ou de considerações sobre a sociedade. Isto é, a Justiça pode se expressar na preservação da liberdade dos indivíduos, ou na construção das condições de uma vida social bem sucedida. É nesse sentido que vem o debate entre Liberais (Isaiah Berlin, John Rawls, Robert Nozick, R. Dworkin) e os Comunitaristas (M. Walzer, M. Sandel, J. Habermas e C. Taylor).

"Teorias da Justiça" e uma disciplina com a qual se pretende introduzir os alunos nesse debate.

Seguir por e-mail

segunda-feira, 28 de maio de 2012

17. AVALIAÇÃO DA DISCIPLINA E AUTOAVALIAÇÃO

Caros Alunos,
Faça aqui a avaliação da disciplina "Teorias da Justiça". Procure expor o que Vc. pensa do programa de atividades que Vc. teve nesta disciplina. Diga o que achou dos seus colegas de classe, do professor, do blog. Enfim, indique em que sentido as atividades dessa disciplina poderiam ser melhoradas. E conclua com uma avaliação do volume de esforço que Vc. colocou e  de seu desempenho nessa disciplina.

Vc. tem até dia 13 de outubro, 24:00hs., para realizar essa tarefa.

175 comentários:

  1. Programa de atividades: é um curso trabalhoso, mas interessante, acredito que estes autores escolhidos formam uma boa base para se construir a ideia de teorias da justiça.
    Colegas de classe: ótimos colegas de classe, alguns bem polêmicos, outros bem conservadores, esta diversidade de opiniões proporcionou um bom debate durante os seminários, a turma é bem participativa
    Professor: puxando o saco, professor muito bom, tentou ensinar e motivar o aprendizado do conteúdo programado de um jeito dinâmico conseguindo prender a atenção.
    Blog: primeiro contato de blog como avaliação, acho um bom método para compor uma parte da nota, para esta matéria em específico cai como uma luva.
    Sobre o meu grau de esforço: me esforcei bastante para ler alguns textos, agora no final do curso por estar me focando em outras matérias (funções de várias variáveis e algebra linear) não pude fazer o trabalho final, mas entendo as consequências. Se fosse me atribuir um conceito sobre esforço e desempenho, colocaria B- ou C.
    Bom estes são meus comentários sobre o curso, obrigado pelas aulas professor e bom final de ano

    ResponderExcluir
  2. Como já foi colocado em uma aula onde debatemos o programa da disciplina, exponho alguns pontos que julgo relevante para esta avaliação. Primeiramente, acredito que o recorte de autores feito foi muito coerente, são autores atuais e muito interessantes, que por vezes se complementam ou, quando se contradizem, somam também.
    Infelizmente, em grande parte devido ao sistema quadrimestral, tivemos pouco tempo para analisar e entender cada um. O prazo de uma semana para ler sobre eles, discutir e ainda elaborar uma opinião/comentário, por vezes não foi suficiente para que isso fosse feito com a melhor qualidade possível.
    O sistema de seminários me pareceu bastante interessante, as postagens no blog também estimulavam os alunos a estarem em dia com os conteúdos. Por ser um hábito constante a presença de avaliações em forma de prova, acredito que a ausência deste tipo de avaliação pode ter feito com que o ritmo de estudos tenha demorado um pouco para ser incorporado, já que estamos acostumados com isso.
    As aulas expositivas são extremamente importantes e esclarecedoras, o professor aborda brilhantemente os temas. Aqui cabe ressaltar também a importância dos alunos em demonstrar interesse e colaborar com as aulas, através do respeito com as exposições e os debates realizados.
    O trabalho final baseado em unir todos os comentários nos fez ter um panorama geral de toda a disciplina e recordar alguns conteúdos passados, por outro lado, como procurei também estudar o tema, aplicar os conceitos no assunto Verdade e Justiça, me mostrou a importância da disciplina e sua efetividade.
    Quanto a minha avaliação pessoal, confesso não ter tido tempo de ler todos os textos na íntegra e alguns li depois da aula sobre o tema (o que pode inclusive ter sido bom, possibilitando um melhor entendimento). Procurei também observar os materiais extras (vídeos, textos complementares, etc).
    Coloco um ponto importante minha frequência nas aulas e o fato de ter realizado todas as postagens no blog dentro do tempo estipulado.
    Acredito que o meu seminário não obteve o melhor êxito possível já que meu grupo não conseguiu entender completamente as ideias do Macintyre, ainda assim, foi um grande instrumento de estudo e as dúvidas foram esclarecidas em aula durante o debate.
    Outro ponto que talvez tenha sido um pouco negativo foi a forma como fiz minhas colocações na aula, mas como os assuntos me interessavam muito, por vezes interrompi a fala de alguns colegas (risos), ainda que considere que algumas vezes isso tenha sido positivo para os debates, afinal são debates (risos novamente)!
    Ressalto minha dedicação no trabalho final, que já venho realizando a mais de um mês e onde procurei realizar as duas propostas em conjunto (reunião de comentários e Verdade e Justiça). Espero inclusive que o professor não se canse com a leitura das 18 páginas e que elas estejam interessantes.
    Sem nenhuma pretensão ou sem querer obter vantagem disto, me avaliaria com conceito A na disciplina.

    ResponderExcluir
  3. Como eu já disse em classe, eu achei que essa foi uma ótima disciplina. Aprendemos sobre uma área que poucos (ou nenhum) de nós tinha, tem ou terá contato na vida. Perspectivas interessantes sobre assuntos que não pensamos muito, pelo contrário, só aceitamos, foram abordadas de maneira que nos fez refletir.
    Porém, alguns autores foram breves demais. Senti que muito mais poderia ter sido aprendido se tivéssemos mais tempo para cada. Sei que assim teríamos que deixar de lado alguns autores, mas acredito que as teorias teriam sido mais bem compreendidas. Sei também que quando nos interessamos por algo, vamos atrás fora de classe, mas durante o quadrimestre isso é muito difícil, por causa das tarefas de todas as disciplinas que fazemos, e depois do quadrimestre acabamos (eu, pelo menos) perdendo um pouco do interesse.
    Em minha opinião, o método foi estimulante. Escrever o que entendemos toda semana de cada autor acrescentou no aprendizado, pois tínhamos que realmente ler e pesquisar sobre o autor para poder comentar qualquer aspecto sobre ele.
    Sobre o trabalho final, eu achava mais legal a ideia do primeiro tema sobre Verdade e Justiça, mas depois de pesquisar sobre o assunto, percebi que realmente ele não foi muito discutido. Gostei também do segundo tema: foi possível relembrar os primeiros autores, estudar aqueles que não tínhamos entendido muito bem e escolher um lado.
    Eu, particularmente, me dediquei à disciplina. Li os textos toda semana, fiz todos os comentários, tentei participar das aulas, procurei juntamente com meu grupo fazer um seminário mais dinâmico e que incentivasse os colegas e, por isso, acredito que mereço conceito A.

    ResponderExcluir
  4. A maneira como esta disciplina foi ministrada foi bastante atrativa, a começar pelas aulas expositivas do profº Peluso que, sem dúvidas, superaram minhas expectativas e, tendo em vista as "conversas de corredor", também superaram as expectativas de meus colegas. O profº conseguiu expor de forma sucinta, mas não isenta de conteúdo, as principais ideias dos autores estudados, transmitindo aos alunos uma excelente base para um estudo aprofundado do tema.
    O fato de estudarmos autores utilitaristas na disciplina de Pensamento Econômico também foi bastante estimulante, pois, pude ter uma visão do tema partindo de diferentes aspectos. Também fiquei bastante satisfeita em estudar Teorias da Justiça, pois, percebi que na matriz curricular de outras graduações em Filosofia este curso não está presente. Tive então uma experiência diferenciada na minha graduação.
    Os seminários foram muito interessantes pois não foram feitos no molde convencional que os tornaria maçantes. A junção da teoria com exemplos cotidianos foi bastante proveitosa. Algumas vezes eu não tinha uma boa compreensão do texto e quando chegava na aula o profº em conjunto com os alunos responsáveis pelo seminário tornavam a teoria muito mais clara (nese ponto a humildade do professor foi fundamental).
    Quanto ao blog, penso que foi importante na medida em que nos motivava a manter a leitura dos textos em dia para fazer o comentário dentro da data estipulada, no entanto, deixou a desejar em seu formato que por conter ainda postagens e conteúdos da turma anterior (2011), tornou a busca por informações bastante confusa. Minha sugestão é migrar para o Wordpress, pois este possui a opção de criar páginas distintas (poderia ter uma página para cada autor e uma página para os avisos do professor).
    A minha autoavaliação me deixa dividida entre um B e um A. Fiz um alto esforço para a leitura e compreensão dos textos desde o início da disciplina e acredito que o meu texto final me trouxe grande conhecimento, além de despertar meu interesse pelo tema. No entanto, após Sandel, começou a maratona de provas das outras disciplinas e acabei deixando a leitura em segundo plano, fazendo alguns dos comentários apenas baseados nas aulas expositivas, em artigos curtos pesquisados na internet e em debates com outros estudantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem te conheço mas copiei seu texto pra minha auto avaliação na faculdade. Mudando os nomes, é claro. Obrigado estranho.

      Excluir
  5. Achei a forma que foi ministrada a disciplina muito interessante. As aulas eram sobre assuntos muito próximos, do cotidiano e acho que até por isso, eram bem mais leves do que se fossem somente teoria. Gosto quando podemos ter aplicações práticas do que aprendemos, não somente no papel.
    Os comentários do blog realmente dão trabalho, no começo admito que não gostei muito, achei os textos complicados e não sabia ao certo o que e como escrever, porém com o passar do tempo fui aprendendo a melhorar esse ponto. Tentei fazê-los todos nos prazos, de forma sucinta e clara. Não era muito de fazer comentários em sala, porém essa matéria despertou uma maior iniciativa para tal.

    A nota composta a medida que é feita a disciplina é bem didática, pois isso não sobrecarrega o aluno e o aprendizado é contínuo (não que de outras maneiras não seja, porém é algo que não se acumula). Com esse último trabalho final baseado nos comentários, pude rever vários autores e pensar melhor em suas teorias, não sei se a maneira que fiz foi a melhor, porém tentei abortar os temas de forma geral. Com isso acredito que poderia ficar com A ou B, fiz tudo que foi pedido, compareci as aulas, procurei o assunto e editei os videos para o trabalho afim de poder demonstrar bem o assunto.

    ResponderExcluir
  6. Avaliação da disciplina: Gostei muito da disciplina e da escolha dos autores. Pois desse modo pudemos ver ao decorrer das aulas duas linhas de pensamento opostas, e com isso comparar bem suas principais idéias. Em relação as aulas gostei do modo como foram ministradas, pois durante as aulas expositivas se conseguia ter uma idéia sobre a teoria de cada autor, e durante as aulas de apresentação a teoria era reforçada com um debate, o que ajuda na fixação da mesma.

    Auto avaliação: Fiz todos comentários no blog, procurei ler todos os textos e considero que fui participativo durante as aulas, principalmente nas aulas de debate. Porém não me darei um conceito, deixo isso a cargo do senhor.Obrigado pelas aulas.

    ResponderExcluir
  7. Adorei essa disciplina, as aulas foram ministradas brilhantemente pelo professor, o qual ensinou e motivou a classe a ter interesse pelo tema.
    Como sou aluna de mobilidade acadêmica, aproveitei muito o conteúdo, pois na minha grade original não tenho essa disciplina. Acredito que acrescentou muito porque abriu horizontes para novas pesquisas.
    Eu senti apenas que foi rápido demais, entender e analisar melhor os autores demandaria mais tempo. Uma pena.
    Os colegas de classe foram muito participativos e interessados no conteúdo e é boa uma classe que se interessa, pois assim se debate o assunto colocando questões que vêm a esclarecer mais o tema.
    Como já disse, o professor foi excelente, brilhante, interagiu com a classe deixando o aprendizado leve e interessante, e com o desejo de pesquisar mais sobre o tema.
    Quanto ao blog, foi a primeira vez que fiz esse tipo de trabalho, achei muito bom e dinâmico fazer as postagens semanalmente. Os seminários foram mais um complemento para o aprendizado apesar de eu achar uma aula muito pouco para se fazer e apresentar um seminário.
    Quanto a meu esforço e aprendizado, considero muito bons devido à qualidade das aulas que tivemos, pois não consegui ler todos os textos na íntegra. Uma semana é apertada para uma dona de casa, mãe e estudante conseguir ministrar bem o tempo. Com a ajuda de pesquisas consegui complementar o estudo dos autores, pois participei de quase todas as aulas e apresentações e também vi os vídeos que foram postados no blog.
    Bem, termino reafirmando a excelente disciplina que tivemos, o brilhante trabalho do professor Peluso e desejando um excelente ano de 2013.

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Gostei muito dessa disciplina, como Direito já foi uma das carreiras que pensei em seguir, me agradou muito. Nunca tinha tido contato com nenhum autor, alguns só conhecia de nome e achei a escolha deles muito acertada, a ordem em que foram colocados também. O único problema que eu vi foi na falta de tempo mesmo para aprendermos mais sobre suas teorias, os textos apresentados, mesmo quando em inglês foram de grande ajuda para termos pelo menos uma ideia do que cada autor fala.
    A classe é praticamente a mesma desde o primeiro quadrimestre e foi legal ver ela discutindo sobre os temas abordados de modo fervoroso, defendendo cada um seu lado! O professor eu gostei muito, me divertia nas aulas com as colocações sempre inteligentes. O meu seminário no fim fiquei chatiada pois meu grupo tinha planejado algo não saindo como planejado, acredito que a dificuldade em entender o autor tenha nos prejudicado na hora de elaborar o que discutir com a sala. Acho que tinhamos capacidade para ter feito muito melhor do que fizemos.
    Sobre as postagens no blog consegui postar sempre antes do prazo final, até esses últimos três autores que postei atrasado, mas mesmo assim postanto. Não fiz os melhores comentários, acaba colocando as minhas anotações e os trechos que melhor compreendi, houve autores em que acabei escrevendo mais, outros menos. Pelo conjunto das coisas que fiz, seminário, comentários e o trabalho final, eu me daria um A (na melhor das hipóteses) ou um C (na pior). Obrigada pelo ótimo quadrimestre que você professor me proporcionou com essa disciplina!

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. Achei a disciplina muito interessante e também gostei muito da didática das aulas ministradas pelo professor. Os conceitos abordados foram bem próximos de matérias de curso de Direito, pelo que pude comparar e conversar com amigos que fazem esse curso, e acabaram por confirmar um dos motivos pelos quais ja pensei em cursá-lo. Muito boa a questão dos debates propostos em sala de aula, organizados pelos próprios alunos e com a participação do professor defendendo a visão do autor estudado em questão.
    Como sugestões para a melhoria da disciplina: houve um tempo curto para a leitura dos textos de uma semana para outra, considerando também as leituras que iam acumulando das outras disciplinas; e a questão de muitos autores para serem tratados em poucas semanas de curso, considerando um sistema quadrimestral. Nesse caso, poderia ser reduzido a profundidade de Rawls e/ou Kelsen, que tiveram 2 postagens para serem feitas no blog.
    Quanto a auto-avalição: fiz todos os comentários, compareci a todas as aulas, inclusive nas finais, participei de alguns debates, principalmente quando tinha dúvida sobre algum assunto e quando achava que o comentário que fosse fazer teria relevância no assunto e ajudasse a tentar evoluir a conversa.

    ResponderExcluir
  12. Gostei demais da disciplina e das discussões. Aprendi o quanto não sei nada sobre coisas que eu achava que sabia muito. Justiça (social) sempre foi um tema de grande interesse meu e agora tenho uma visão muito mais abrangente sobre o assunto. Só fico triste por ter tido um quadrimestre muito puxado e por isso não pude dar a atenção que gostaria à essa disciplina. Gostaria de ter aprofundado muito mais.
    Como sugestões: bem, acredito que o tempo corrido já é clichê dentro de uma universidade com sistema quadrimestral. Os textos e ideias dos autores eram intrigantes mas vistas em muito pouco tempo.
    Auto-avaliação: acredito que mereço A pelo esforço, pelo tanto que aprendi e pela apaixonante dedicação que dei (sempre que possível) a essa disciplina.

    ResponderExcluir
  13. Primeiramente, gostaria de ressaltar a metodologia adotada pelo professor em sala de aula. O método de aula/debate foi muito interessante e me proporcionou um aprofundamento nas concepções de cada autor. É verdade que alguns autores exigem um tempo maior para serem estudados, mas por estarmos em um sistema quadrimestral e o tempo ser reduzido acredito que o desenvolvimento da matéria ocorreu de forma satisfatória.

    Gostei bastante dos temas e autores abordados em sala e acho que o conteúdo que recebi nesta matéria vai ajudar bastante em minha formação acadêmica e como pessoa. Sobre o método de avaliação, diria que os comentários semanais no blog fazem com que os alunos tenham um contato maior e constante com a disciplina, fazendo com que não se desinteressem pela matéria no decorrer do quadrimestre por causa do distanciamento.

    Aprecio o trabalho e a didática do professor, que soube conduzir muito bem as aulas e sempre buscou adotar uma postura imparcial sobre cada autor, embora a maioria deles esteja inserida no debate liberal sobre a construção da justiça, apresentando aos alunos as ideias de forma clara e instigadora.

    Quanto à autoavaliação, acredito que me esforcei bastante para acompanhar os debates apresentados em sala, participando de todos, assim como de todas as aulas expositivas. Sempre que surgia a possibilidade, após as aulas, debatia com alguns colegas os temas que haviam sido expostos e, às vezes, as posições que cada um havia adotado nos debates. Não houve vontade forçada em participar das aulas, visto que gostei muito da disciplina e do método de aula adotado e, por isso, acredito que tive um bom desempenho.

    Obrigado

    ResponderExcluir
  14. Gostei muito da disciplina e da maneira como ela nos foi apresentada. Creio que muitos de nós tivemos uma oportunidade única de conhecer autores e discutir suas teorias, muitas das vezes vivencia-las em aula (através dos seminários), que talvez nunca tivéssemos o feito se não tivéssemos cursado essa disciplina e talvez nunca mais abordemos esse tema devido à escolha na carreira acadêmica.
    A maneira como a disciplina foi nos apresentada me auxiliou na aprendizagem permanente do conteúdo. O professor apresentar teoricamente o filósofo e depois conhecermos na prática suas teorias através dos seminários foi realmente muito bom. Quanto aos comentários no Blog, confesso que no início encontrei certa dificuldade em como fazê-lo, mas com o passar do tempo vi como essa tarefa era realmente eficiente. Eu particularmente, tive que me aprofundar nos autores e procurar diversas fontes, artigos e até mesmo vídeo para entender melhor o autor... isso realmente me ajudou muito.
    Quanto ao professor só tenho a agradecer pelas aulas maravilhosas, divertidas (mas sérias) que nos foi ministrada e por compartilhar todo seu conhecimento e histórias conosco. Apesar de turbulento, esse foi um quadrimestre muito bom, e suas aulas ficaram na memória.

    Autoavaliação: Por ter me dedicado, ao máximo possível na disciplina, ter comparecido a todas as aulas, ter lido os textos, feitos os comentários no blog, buscado outras fontes de informação, enfim, ter realizado todas as tarefas propostas pelo professor. Também me esforcei para ser participativa na aula e juntamente com meu grupo trouxe um seminário dinâmico que incentivasse os colegas a pensar sobre o tema abordado. Por isso, acredito que mereço conceito A.

    ResponderExcluir
  15. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  16. Gostei muito dessa disciplina e neste quadrimestre acredito que foi a mais bem articulada e organizada que as turmas B e C conseguiram tirar mais proveito. Eu, particularmente, achei muito interessante e me simpatizo com o assunto abordado pela disciplina. Achei que o senhor conduziu as aulas de uma forma legal, aula - debate. Os debates foram interessantes e abrangeram temas polêmicos. Achei importante também relacionar a visão do autor com a teoria dos autores para que não houvesse discussões sem um “norte”. Agradeço ao professor pela atenção e comprometimento com os alunos.... por tornar as aulas dinâmicas e nos fazer refletir sobre os assuntos propostos.

    Achei válido também os comentários no blog, que nos levou a repensar, e aprofundar os conhecimentos sobre o autor, através dos textos e vídeos.

    Quanto ao meu desempenho, me esforcei, fiz todos os comentários embora não tenha conseguido ler todos os textos e quando isto aconteceu busquei outras fontes como os vídeos para me aprofundar sobre os autores, tive assiduidade nas aulas e no seminário eu e meu grupo procurou um tema interessante que conseguíssemos relacionar com as ideias de MacIntyre para apresentarmos em sala. No trabalho final também procurei dar o meu melhor e discorrer sobre o tema que mais me interessou... Acredito que mereça um conceito A ou B por ter cumprido com todas as tarefas do curso...

    ResponderExcluir
  17. Achei o curso excelente, ainda que tive dificuldade com alguns autores, acredito que as reflexões feitas tanto dentro quanto fora de aula sobre a matéria perpetuarão por um bom tempo,pessoalmente achei o confronto de ideias e a didática excepcionalmente eficientes ,não para memorização, mas para a compreensão assim como a leitura de diversas fontes os comentários e os debates. Já sobre a autoavaliação não acho que posso fazer um julgamento justo do meu conceito compareci a todas as aulas , fiz quase todos os comentários ,dediquei bastante tempo para refletir as ideias debatidas, mas admito que não li todos os textos e alguns comentários deixaram muito a desejar, principalmente na estruturação.De qualquer forma prefiro deixar ao Professor a avaliação.

    ResponderExcluir
  18. Particularmente achei a disciplina de Teorias da Justiça bastante complexa por demandar interpretações de diferentes teorias, as quais nem sempre são de fácil entendimento, em um curto espaço de tempo. No entanto, a maneira didática, clara e expressiva como o professor [um excelente professor por sinal] apresentou o conteúdo facilitou o processo de aprendizagem, além de estimular o interesse sobre o assunto.

    Considero a ampliação do conhecimento sobre a ideia de justiça é extremamente válida muito além do meio acadêmico e político.

    Confesso que poderia ter me dedicado um pouco mais na leitura integral dos textos, mas procurei materiais complementares a fim de conhecer e comentar sobre todos os autores sugeridos no programa, ainda que de maneira superficial.

    ResponderExcluir
  19. O conteúdo da disciplina é bem grande e exige muito tempo para as leituras, que por adotarmos um sistema quadrimestral, encontrar tempo para isso é complicado. Pessoalmente a matéria me agradou bastante por abordar temas atuais e que sempre geram muitos debates. Acho que estrutura "Apresentação do tema pelo professor e seminário sobre o tema semanalmente" muito boa.
    Por estar cursando outras 6 disciplinas, tive dificuldades para ler todos os textos, mas acho que a participação nos debates e presença nas aulas possibilitaram que eu absorvesse boa parte da ementa. Com isso, no geral, mesmo sem muito tempo, acho que tanto o andamento da matéria quanto meu entendimento sobre ela foram bons.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  21. Eu gostei muito da disciplina de forma geral, as aulas foram muito boas, as discussões levantadas em sala foram interessantes, o material disponibilizado no blog - bem como o blog em si - foi muito bom e diverso(textos, vídeos, entrevistas). Eu senti falta de alguns autores como Kant, mas como foi explicado logo no primeiro dia -e no segundo primeiro dia - a ideia era mesmo falar sobre o debate Anglo-Americano.
    Eu me interessei bastante sobre os temas e acompanhei tanto quanto foi possível das discussões e das aulas. Eu não fui rigoroso com a leitura dos textos, e eu talvez devesse ter sido, mas o interesse enorme pelas discussões e pequeno interesse pelos textos é minha característica por excelência como estudante. Eu me empenhei para fazer comentários interessantes no blog, apesar de ter atrasado a maioria deles, e também me empenhei para fazer um bom texto com trabalho final. No geral eu me empenhei bastante...do meu jeito.
    O tempo que eu passei nesta disciplina foi absolutamente memorável e eu aprendi muito. Obrigado pelo excelente curso!

    ResponderExcluir
  22. Antes de ingressar no BCH, fiz engenharia em outra universidade. Não costumávamos a discutir ou fazer muitos seminários então sinto um pouco de dificuldade de expor minhas idéias em público e temo que talvez possa ter parecido que eu não falava muito por não ler e não saber do que se tratava o que não era o caso. Em todas as ocasiões, li algo sobre os autores, ou o texto sugerido, ou algum artigo sobre as idéias estudadas, de qualquer forma acho que compreendi bem os temas e fiz comentário pertinentes, tive um bom aproveitamento do conteúdo.
    Além das leituras, ia as aulas e anotava o que era escrito na lousa e também, o que o professor falava. A aula por si só já era uma ótima fonte de conhecimento, muito bem aproveitada (apesar do pouco tempo para explicar tantos conceitos e tantos autores) e o professor sabia explicar muito bem.
    A única sugestão que eu faria, seria ficar mais tempo em cada autor, mas, sei que não é possível devido ao calendário da faculdade. Quanto ao resto, sugiro que continue como está.
    Os seminários que expõe um tema polêmico sobre cada autor e geram debate em sala são muito proveitosos e muito melhores do que os tradicionais e tediosos que são meramente expositivos e parecem durar uma eternidade.
    Confesso que essa matéria foi uma das poucas obrigatórias do BCH que me agradou, também uma das poucas em que realmente aprendi algo que vai ficar em mim, na minha formação, NÃO SENDO apenas mais uma matéria que cumpri por obrigação com má vontade. Não vou simplesmente esquecer depois de um tempo o que aprendi aqui, pretendo continuar lendo e me aprofundando em alguns autores, principalmente os comunitaristas. O curso é muito bom e o meu rendimento durante o quadrimestre na disciplina me satisfez.

    SUGESTÃO : o senhor poderia dar palestras motivacionais para boa parte de seus colegas professores (que não pedem avaliação de curso e não se importam com a opinião dos alunos), sugerindo métodos pedagógicos mais proveitosos e eficientes para prender a atenção do aluno, bem como fazê-los vir a aula sem necessidade de obrigá-los a assinar uma lista.

    ResponderExcluir
  23. Parabéns professor Peluso pela excelente aula ministrada, ela nos fez refletir, pensar além das Teorias da Justiça. O método empregado para o aprendizado foi perfeito, levando-nos à participação das aulas e dos debates de forma expontânea e muito proveitosa, ajudando a desenvolver um raciocínio mais claro e crítico. Posso dizer que só tenho a lamentar as aulas que perdi por motivos alheios a minha vontade. Procurei participar ao máximo das aulas e fazer as leituras propostas e os trabalhos, espero ter sido um bom aluno. Desejo ao professor e a toda família Peluso um Feliz Natal e um Ano Novo pleno de realizações.

    ResponderExcluir
  24. Professor, foi muito bom o curso, o senhor está de parabéns na escolha e na exposição dos autores. Só acho que deveria incluir autores com outras visões de justiça não apenas a liberal-democrática, mas acho que isso é assunto para a disciplina Teorias da Justiça II.
    Como já disse em sala de aula, não gosto do blog, mas é muito bom ter mais este critério para avaliação - ainda mais no meu caso que fiz um péssimo seminário e espero, sinceramente, que o blog ajude no meu conceito final.
    Gostei muito da turma e das discussões em sala, acredito que os debates dos últimos seminários foram excelentes, por exemplo o caso da pena de morte e eutanásia.

    Bom final de ano, professor!

    ResponderExcluir
  25. Auto-Avaliação: Ao meu ver, o meu desempenho durante o curso, não fora totalmente satisfatório, visto que não aproveitei tudo que o mesmo ofereceu, uma vez que não li todos os textos recomendados e nem participei , efetivamente, das discussões em sala de aula, entretanto as outras atividades propostas, me esforcei para fazê-las da melhor forma possível, assim dou-me um conceito de B à C.
    Avaliação da Disciplina:A disciplina fora ministrada com excelência pelo Professor Peluso, isso se dá pelo fato de o mesmo expor os autores de modo acessível e bem explicativo, não tendo deixado de lado nenhum ponto importante.E a mesma possibilitou a discussão de vários assuntos relevantes para o nosso cotidiano, consequentemente fez com que refletíssemos, e muitas vezes, mudássemos de opinião, contribuindo para uma melhor visão sobre a sociedade , na qual estamos inseridos.
    No que tange , o modo de avaliação para formação do conceito, creio que a mesma estimula o aluno a realmente se esforçar,aprender sobre as teorias e formular uma opinião.
    Boas Férias e Festas à todos!

    ResponderExcluir
  26. Os temas vistos na disciplina de Teorias da Justiça foram muito interessantes e as discussões feitas em sala de aula através dos seminários apresentados pelos alunos foram muito boas também, visto que haviam muitos autores a serem estudados em pouco tempo, creio que de forma geral a meta da disciplina foi alcançada, o esquema de você apresentar um panorama geral do autor que seria apresentado por meio dos seminários na aula seguinte ajudou bastante na compreensão dos textos, que muitas vezes eram difíceis de se entender no primeiro contato. Na minha opinião, a utilização do blog é uma boa ferramenta de avaliação dos alunos, uma vez que complementa o conhecimento acerca dos autores com a leitura dos comentários de outros colegas, além do comentário já redigido pela pessoa.

    Ao longo do quadrimestre tentei me empenhar o máximo possível em sua disciplina, fui atrás não só dos textos principais de cada autor como também de textos auxiliares que melhorassem minha compreensão acerca do assunto para que assim pudesse redigir textos mais claros e completos.De forma geral, compreendi as principais ideias dos autores, mas devido ao curto tempo dito anteriormente, me identifiquei mais com a teoria de Robert Nozick - motivo pelo qual redigi meu trabalho final sobre esse autor - e também por ter apresentado o seminário do Nozick, admito que meu seminário aparentou ter sido um pouco confuso, entretanto garanto que eu e minha dupla nos esforçamos muito elaborando tal seminário, fizemos a leitura integral dos capítulos a serem apresentados, com a leitura de diversos textos de apoio e vídeos. Em geral, afirmo que tive um ótimo aproveitamento de sua disciplina e me empenhei o máximo possível.

    ResponderExcluir
  27. Acredito ter sido “Teorias da Justiça” a matéria obrigatória do BC&H que melhor cumpriu o seu papel, não apenas por um motivo, mas por vários: Dedicação do professor e grande domínio do assunto exposto; incentivo ao debate intelectual de alto nível; utilização de ferramenta tecnológica atual e instigadora; exercício do senso crítico;

    É claro que terei que concordar com meus colegas sobre o ponto de que muita coisa teria sido melhor absorvida se tivéssemos lidado com menos autores ou se tivéssemos mais de uma semana para aprofundar o conteúdo. Também devo admitir que durante os debates notei que as argumentações da turma ainda estão num nível embrionário, precisamos melhor muito, afinar mais a razão (lembrando que esta é uma opinião pessoal). As aulas contribuíram muito para que eu me cobrasse mais e me reavaliasse dentro a academia.

    Quanto à auto avaliação, fiz o que pude, ainda que eu tenha postado alguns comentários atrasados, tentei sempre acompanhar a gama de leituras para estar com uma noção básica durante as aulas expositivas e perante temas envoltos aos seminários, bem como estive presente em quase todas as aulas. Ainda sinto algumas lacunas no meu entendimento (por conta do pouco tempo para aprofundar o conteúdo, como já havia dito acima), mas ando me dedicando ao livro “Contextos da Justiça” do Rainer Forst (que narra o debate de forma clara e, a meu ver, imparcial), que esta me ajudando a reforçar alguns pontos.

    É isto. Bom recesso e obrigada pelas ótimas aulas, Professor.

    ResponderExcluir
  28. Avaliação da disciplina:
    Um dos pontos a serem respondidos aqui é se considero ou não a Disciplina e sua ementa relevantes para o curso de BC&H. Digo que sim, apesar de minhas colocações no texto final produzido.
    Outro ponto distinto é a forma como a disciplina foi conduzida. Trabalhamos em resumo com uma aula expositiva sobre cada autor, uma reflexão em forma de “seminário” e um comentário no Blog.
    A aula expositiva, foi majoritariamente boa e atendeu minhas expectativas, conseguindo, curiosamente, manter minha atenção, apesar do tom de voz grave e imutável do professor ser primordialmente sonolento. O que digo aqui é que o tom da voz pode ser um problema, caso o portador dele não saiba se comunicar. Bom, assim é com todos os tons, mas sinto especial problemática com os graves.
    Coloco o “majoritariamente” antes pois senti problema com apenas uma aula, relativa ao autor “Taylor” que me foi confusa.
    Quanto a aula de seminários, considero a proposta muito interessante e que pode ser muito bem aproveitada, caso aquele que esteja encarregado de ministrar tenha compreendido a ideia, não de realizar um seminário expositivo ou um debate sem fronteiras, mas sim de realizar um debate cercado pelos conceitos e formas que o autor abordado pensa. Admito não ser a tarefa mais simples e acho que nem todos entenderam a proposta por completo, e por vezes, mesmo tendo entendido, não conseguiram executar.
    Por fim a questão do Blog. Esse é o ponto que creio ter sido o fundamental na metodologia da disciplina, já que permite uma amarração e pesquisa de todos sobre cada tema e cabe a cada um se dedicar ou não à isso.
    Quanto ao ponto de colegas de classe, não julgo relevante uma avaliação dos mesmos já que não tivemos nenhuma situação anormal na turma, apenas um grupo onde cada qual possui sua forma de se expressar, alguns mais e, predominantes em minha turma, outros menos.
    Cont.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Autoavaliação.
      Admito, não sou o maior fã de autoavaliações, porém tentarei de toda forma.
      Primeiramente não considero de extrema relevância a quantidade de presença, leitura ou esforço além-aula de uma pessoa, e sim a quantidade de conhecimento absorvida, não memorizada, absorvida.
      Começando com a presença, não me recordo de nenhuma ausência minha. Isso se deve não a uma dedicação e amor fanáticos pelo tema, apenas de uma forma pela qual eu consigo absorver a maior quantidade de conteúdo. Tenho uma facilidade maior para entender coisas pelo som e alguma dificuldade de entender pela leitura, portanto, acho melhor ouvir a fala de alguém do que ler algum texto. Talvez por isso tenha avaliado anteriormente até mesmo o Tom de Voz usado em aula e mesmo estando em um curso superior ainda tenha alguma dificuldade com a língua portuguesa.
      Dessa forma, não considero mérito nenhum minha presença em sala, apenas uma forma cômoda para que eu captasse a matéria.
      Quanto a leitura de textos, como disse, não sou um entusiasta das palavras escritas, portanto minha carda de leitura, imagino ter sido inferior a maioria de meus colegas, apesar de ter procurado ler um mínimo para complementar o que precisava para comentar no blog. Aqui entra um novo elogio à metodologia do Blog, que permite além da ferramenta de textos os áudio visuais, atendendo pessoas que tenham formas diferentes de entender o mundo, apesar de saber que é inescapável a predominância do texto em nossa área de estudo.
      Ao ver meu resumo de produtividade em outro post imagino estar sendo considerado um pouco desleixado, já que deixei de fazer três comentários. Admito, fui. Não tanto pelos comentários, ou por isso abaixar minha nota e sim por não ter feito o resumo e aprendido com isso. Bom, o motivo para isso não é honroso, mas colocarei aqui mesmo assim. Tenho por costume postergar o fazer de quase tudo, deixando assim as coisas para seu prazo limite. Note que os três comentários não feitos são os três últimos, logo após um feriado que desorganizou as datas pré-estabelecidas de entrega. Com a ambiguidade de datas acabei postergando por não sentir a pressão do prazo, e posterguei até hoje, mas não creio que conseguirei fazer três comentários minimamente razoáveis nas seis horas que restam, então considero melhor não ter a cara de pau de colocar qualquer coisa lá apenas para rastejar por um conceito maior.

      Excluir
  29. Acredito que a maneira como a disciplina foi colocada pelo professor foi excelente. Suas aulas expositivas eram muito importantes e esclarecedoras, já as aulas com debate também foram fundamentais para nos aproximar dos temas e tornar mais fácil sua compreensão. Devido ao nosso sistema quadrimestral e sua decorrente falta de tempo, entendo que não tivemos a oportunidade de nos aprofundar mais em alguns autores, mas acho que seria importante se nós tivéssemos mais tempo para estudar, pesquisar e até mesmo debater as teorias dos autores. Porém, mesmo com o tempo corrido, pelo menos para mim, a disciplina foi muito satisfatória por nos ter feito refletir sobre assuntos diversificados, a partir de pontos de vista que nós não havíamos pensado anteriormente. Assim, para mim, essa disciplina trouxe uma grande reflexão sobre temas que talvez eu achasse que já tivesse uma opinião formada, mas que ao longo do quadrimestre fui descobrindo que na verdade eu não sabia nada. Fico grata pela maneira como o professor trouxe esses temas para a nossa realidade, pois além de contribuir para nossa formação acadêmica, essa disciplina contribui muito para a nossa formação pessoal.
    Quanto às atividades e o método de avaliação, considerei ambos válidos. Os comentários no blog foram uma ótima maneira de avaliar o entendimento dos alunos acerca dos temas propostos, pois eram feitos semanalmente, não no final do conteúdo, tendo que expor toda a matéria aprendida em uma prova. Assim, nós tínhamos mais tempo para nos aprofundar nos temas, pesquisando outros textos, vídeos, sem medo de que tudo fosse cobrado de uma vez só. E o fato de não termos uma prova, como nas outras disciplinas, não fez com que a disciplina fosse levada de forma desleixada, muito pelo contrário, as aulas e os debates nos deram motivação para pesquisar e nos aprofundar sobre as teorias dos autores, facilitando os comentários no blog. Além disso, achei ótima a maneira como eram feitos os seminários, pois geralmente um grupo pesquisa sobre o assunto e somente esse grupo fala durante aula, abordando os principais aspectos do tema proposto. Porém, a maneira como o professor solicitou que fossem feitos os seminários fez com que todos os alunos participassem e pudessem tem um entendimento maior sobre o tema.
    E o trabalho final é uma oportunidade interessante que nós temos agora de mostrar ao professor o que nós aprendemos durante esse quadrimestre, ou pelo menos o que nos chamou mais a atenção.
    Sobre a autoavaliação, eu acredito que eu tive um ótimo desempenho nessa disciplina, só gostaria apenas nós tivéssemos mais tempo para estudar cada autor, pois acho que ainda restavam muito aspectos para serem abordados. Porém, essa falta de tempo não é culpa nossa, mas sim decorrência do sistema quadrimestral da universidade, assim, acredito que dentro do tempo e das atividades propostas eu tive um grande aproveitamento e grande aprendizado. Acredito que eu tenha dado meu máximo, lendo todos os textos que foram possíveis ler nesse curto prazo de tempo que temos, fazendo pesquisas, lendo outros textos sobre os autores, assistindo vídeos, discutindo com os colegas e fazendo todos os comentários e atividades propostas, por isso, acho que deveria receber um conceito final bom, entre B e A, e na pior das hipóteses C. Mas de qualquer forma, confio na avaliação do professor e acredito que receberei a avaliação merecida.

    ResponderExcluir
  30. Fazendo um balanço da disciplina de forma geral, acredito que esta supriu o que fora planejado no início, que seria tratar de temas atuais e abordar as principais ideias dos autores liberais e comunitaristas. Através de aulas expositivas do professor e um debate, pudemos fixar alguns conceitos e nos afeiçoar com determinadas teorias, até mesmo podendo escolher um lado e colocar nossa opinião a cerca disso no blog.
    Tivemos bastante liberdade e autonomia no decorrer do curso, afinal liberdade foi um tema bastante citado pelos autores, e acredito que esta tenha sido de forma justa, apesar de contar com uma possível coerção social dos demais por se tratar de um lugar público, colocamos nossos pontos de vista e exploramos nosso entendimento.
    Quanto meu rendimento, acredito que no começo do curso estive mais empenhenhada e me dediquei mais, deixando a desejar portanto no fim do quadrimestre, talvez até mesmo pelo desgaste normal de fim de ano.
    Foi uma disciplina muito proveitosa, na qual conceitos chave foram levantados e que não se aplicam somente ao campo acadêmico, mas sim para a vida pessoal de todo. Além de que, é inegável que o professor Peluso dá um charme todo especial para a disciplina com seus malabarismos para nos estimular a ler mais sobre o autor, o que foi de fato muito bom.
    Só para relembrar: "Não, Não é sim" e todos em nossa turma era m "Ricardos".

    ResponderExcluir
  31. Gostei muito da forma como a disciplina foi ministrada. Alguns textos apresentaram, para mim, uma certa dificuldade na compreensão, no entanto as aulas expositivas e os debates trazidos para sala de aula nos permitiram entender de forma muito clara as ideias dos autores. Além disso, a organização da estrutura do curso e a escolha dos autores foram fundamentais para a qualidade tão elevada do curso. Acredito que esse foi uma das disciplinas obrigatórias mais relevantes do BCH, onde pudemos entender um pouco sobre assuntos que nos serão importantes, independente do curso pós-BI que iremos cursar.

    Gostaria de aproveitar e agradecer ao professor pela qualidade das aulas e pela dedicação demonstrada ao longo do curso, procurando debates e vídeos interessantes, visando a facilitação do entendimento das ideias de cada autor.

    Quanto ao meu desempenho, acredito que me esforcei muito nessa disciplina, apesar de reconhecer que, se tivesse mais tempo, poderia ter me dedicado mais à disciplina de Teorias da Justiça. Por ter feito todos os comentários e ter me dedicado muito na realização do trabalho final, acredito que mereço um conceito A ou B.

    ResponderExcluir
  32. Teorias da Justiça foi mais uma das disciplinas que respondeu a perguntas que me faço constantemente : Porque estou aqui? O que estou fazendo aqui? entre outras do gênero. Creio que estamos aqui não para receber um diploma somente, mas sim para descobrir, aprender, questionar, debater, ou seja, para construir a pessoa que desejamos ser. Nessa disciplina pudemos conhecer mais do que autores e suas teorias, pudemos conhecer um pouco mais sobre nossos colegas e mais de nós mesmos, pois , pelo menos para mim, as discussões acaloradas e os debates ferrenhos travados em aula foram momentos reais de conhecimento. Hoje consigo lembrar de discussões em que debati fervorosamente, quase brigando, com um amigo, que não aliviou e manteve-se firme em suas posições. Sai dessa aula nervoso, porém refletindo sobre a situação vejo o quão proveitosa foi, tanto no campo do aprendizado academico, quanto no campo das relações em grupo.
    Como crítica, sugiro um número menor de autores, para que possam ser mais aprofundados os estudos sobre os outros. Quanto os métodos de aula e avaliação, gostei muito.
    Minha participação foi constante, sempre nas aulas tentando expor minhas opiniões e acrescentar algo, fizemos o seminário e comentei em todos os temas, ainda que atrasado ( eu tardo, mas não falho rs) Saio inteiramente satisfeito da disciplina, não me atribuirei nota , pois nunca fui bom nisso, mas creio que fui um bom aluno.
    Obrigado pelo curso. Próximo quadrimestre estaremos juntos novamente.
    Abraços, Victor Uehara

    ResponderExcluir
  33. Chegamos ao final do quadrimestre e, por consequência, da disciplina Teorias da Justiça. Esse foi um curso que motivou muitos dos estudantes a começar a conhecer algo tão pertinente ao nosso cotidiano como é a Justiça.

    Não foi propósito da disciplina transmitir todos os saberes relativos a ela, mas sim introduzir conceitos importantes para iniciar discussões sobre o assunto sob a luz dos debates contemporâneos desenvolvidos no ambiente acadêmico anglo-saxônico.

    Dentro dos panoramas que relevo, considerei o curso muito satisfatório, pois contribuiu de forma bastante enfática com a introdução ao pensamento dos autores estudados.

    Foi importante também mesclar aulas expositivas com seminários e debates promovidos pelos estudantes, tendo em vista que a interpretação das mais variadas teorias de Justiça não ficou restrita somente ao que o professor considerava.

    Entusiasmado com as múltiplas teorias - afinal, elas podem se enquadrar perfeitamente aos mais variados assuntos inerentes à Economia, área que pretendo desenvolver meus estudos na Universidade – procurei ao máximo ler os textos e assistir aos vídeos sugeridos, bem como procurar informações em fontes adicionais, a fim de ter subsídio para a escrita de meus comentários na plataforma eletrônica da disciplina. Busquei também sempre participar das aulas com voz ativa, expondo minhas interpretações e problematizando, quando não relativizando, as visões explanadas.

    Sinto-me instigado a continuar pesquisando as teorias da Justiça, não somente a dos autores vistos como também a de outros pensadores de outras correntes e linhas de pesquisa e pensamento. Isso é resultado de meu comprometimento para com essa temática e de todo o esforço empregado com sucesso pelo professor e pela sala em oferecer a introdução ao debate sobre Justiça no âmbito acadêmico, que pode ser revertido, com o tempo, em benefícios inenarráveis para toda a sociedade.

    Posto isso, atribuo à disciplina, como já dito antes, uma avaliação bastante satisfatória. Quanto a mim, atribuo-me o conceito A, tendo em vista todo o asseverado acima.

    Parabéns ao Prof. Peluso e a todos pelo sucesso que foi a disciplina.

    Aproveito, por aqui, para lhes desejar um excelente 2013, com muita alegria e, principalmente, muita justiça!!!

    ResponderExcluir
  34. Achei o programa de atividades bem estruturado, com uma seqüência apropriada de autores. Houve também o epaço dedicado tanto a aulas expositivas, quanto dialogadas, ponto que considero como muito importante.

    O professor deu aulas de maneira didática e esclarecedora, de sorte que, se um sujeito perder uma aula expositiva sobre um determinado autor, produzir um comentário sobre o tal autor se torna uma tarefa de maiores dificuldades. Nas aulas dialogadas, o professor surgiu como uma figura mediadora de debates, o que ajudou o andamento das aulas. Era interessante observar a mudança da disposão das carteiras nas aulas dialogas - as carteiras não eram mais dispostas em fileiras, mas sim, arranjadas em círculos, o que, de alguma forma, promovia o "clima" do debate.

    Gostei das discussões produzidas pelos colegas de classe, por mais que, algumas vezes, sentisse uma falta de aprofundamento teórico nas discussões.

    O blog é uma ferramenta de avaliação interessante, entretanto, cansativa. De fato, foi sentido por mim que, ao ler os textos indicados e elaborar comentários para o blog, meu aprendizado sobre o conteúdo da disciplina crescia. No entanto, como disse, considero uma ferrementa cansativa, e me senti desmotivado a postar comentários para os últimos autores.

    Dado o esforço empregado na disciplina, me colocaria com conceito B.

    ResponderExcluir
  35. Gostei muito da disciplina e da maneira que foi conduzida, com as excelentes aulas expositivas do professor, intercaladas com aulas mais dinâmicas, com temas trazidos pelos responsáveis pelo seminário, dessa maneira se tornando uma disciplina interessante e de maneira alguma maçante. A ferramenta utilizada para a avaliação sendo posts no blog também foi um plus, já que incentiva que todos os textos sejam lidos.
    Eu, particularmente, me dediquei a disciplina, lendo todos os textos e fazendo os comentários no prazo na medida do possível, comparecendo na grande maioria das aulas e procurando compreender as teorias dos autores.

    ResponderExcluir
  36. A disciplina Teoria da Justiça foi muito interessante, gostei da forma como o professor abordou, teve uma didática espetacular, onde consegui entender muitas coisas relacionadas aos autores. Só achei o tempo do curso muito curto comparado com a quantidade de material para estudar, havia bastantes textos um tanto quanto complexos, mas que seriam perfeitamente fáceis de entender se o tempo entre cada teoria e autor fosse maior.
    Quanto ao meu desempenho achei bom, pois estive presente em quase todas as aulas, consegui fazer grande parte dos comentários, porém alguns foram postados atrasados pela falta de organização do meu tempo e pela demanda de atividades acadêmicas muito alta. Não consegui ler todos os textos, mas por ter comparecidos em grande parte das aulas consegui acompanhar bem o conteúdo e entender todas as teorias dos autores.

    ResponderExcluir
  37. De todas as disciplinas que compõem o BCH, Teorias da Justiça era a que eu estava mais ansiosa por cursar. Direito sempre foi uma paixão pessoal, e Teorias da Justiça veio confirmar isso. Achei a disciplina ótima, e a forma como foi estruturado o programa do curso, separando autores liberais e comunitaristas incentivou a leitura, uma vez que suas Teorias, de certa forma, se relacionam. Acredito que por serem autores contemporâneos, a leitura dos textos fluía mais facilmente. A exposição das teorias em sala foi sempre interessante, com exemplos esclarecedores, e por vezes divertidos. O que acabou atrapalhando um pouco foi o curto tempo que tivemos para entender cada autor, até porque a teoria de alguns eram mais difíceis de compreender que a de outros. Além disso, os seminários deram a oportunidade de aplicações reais das teorias, com discussões que acabavam por ilustrar de forma mais completa a tese de cada autor. As discussões em sala, resultantes dos seminários, foram sempre interessantes, com opiniões contrárias, claro, mas sempre relevantes para o debate em questão.
    Quanto ao uso do blog, é uma ferramenta muito boa. A postagem de comentários te incentiva a ler os textos com atenção, e prestar mais atenção nas aulas, para que as postagens estejam condizentes com o que o autor realmente quis dizer. Além disso, materiais complementares, como vídeos e entrevistas, juntamente as ideias apresentadas durante os seminários, acabam ajudando bastante na hora de elaborar cada comentário.
    Em relação a minha avaliação, acho que minha participação foi boa. Fiz todos os comentários pedidos e o trabalho final, e apesar de ter tido certa dificuldade no seminário, acho que esta se deveu ao fato de meu autor ser um pouco mais complexo que outros. Compareci a grande parte das aulas, e tentei contribuir com as minhas opiniões quando achei relevante em relação à questão levantada.

    ResponderExcluir
  38. COLEGAS DE CLASSE: nossa turma B, na minha opinião, foi muito polêmica. O que eu achei mais interessante é que todo mundo era muito participativo então os debates foram excelentes, qualquer assunto já era motivo para uma boa discussão que levaria horas.
    PROFESSOR: o professor muito bom. Sabia do que estava falando, tinha um conhecimento e tanto sobre os autores, pena o quadrimestre ser tão curto, mas nas suas aulas explicativas se preocupava se os alunos estavam entendendo ou não e essa atenção eu julgo essencial.
    MONITOR: nem sabia que tinha um.
    BLOG E ATIVIDADES: gostei de ter feito os comentários de cada autor toda semana apesar de achar bem trabalhoso. O que eu achei bem válido foi ter uma aula explicativa e outra com a apresentação dos grupos. Essa alternância foi interessante e dava para todos participarem e realmente entender os autores propostos.
    AUTOAVALIAÇÃO: quanto ao meu esforço, eu li todos os textos propostos além de pesquisar mais sobre cada autor, fiz todos os comentários do blog e todas as atividades propostas pelo professor, compareci nas aulas e me esforcei para ser bem participativa nelas.

    ResponderExcluir
  39. Apesar do meu pequeno aproveitamento da disciplina, pude ver uma grande evolução, principalmente da participação dos alunos nas aulas, além de como o professor ministrou a matéria de uma forma mais dinâmica.
    Acredito que meu desempenho esteja longe de ter sido bom, no entanto pude aproveitar melhor a matéria do que a primeira vez que a fiz.

    ResponderExcluir
  40. No geral gostei bastante da disciplina, as aulas foram muito boas facilitando a compreensão dos textos que particularmente alguns achei um pouco complicado na leitura. Os autores foram muito bem escolhidos mas sinto que o tempo foi muito curto. Os seminários e o blog deram um incentivo maior para que os textos fossem estudados com um pouco mais de cautela. O meu desempenho foi bom, consegui fazer todos os comentários, alguns nem tão bons quanto o esperado,mas me esforcei bastante e acredito que tenho superado as minhas expectativas.

    ResponderExcluir
  41. Bom, admito que a disciplina de Teorias da Justiça a principio me causou certa preocupação devido ao seu próprio nome, porém, após a apresentação da ementa e das propostas feitas pelo Professor, seus métodos de ensino e avaliação, a abertura que nos proporcionou para participarmos ativamente dos conteúdos fosse em sala ou através do blog, me deixou muito a vontade e satisfeita.
    Confesso que é até difícil agora imaginar uma melhor maneira para esta disciplina ser lecionada, ela envolve assuntos que devem ser tratados dinamicamente, exigindo no mínimo esclarecimentos sobre cada teoria de cada autor por parte de cada aluno. O blog como ferramenta dessa dinamicidade foi fundamental. Além disso, a apresentação das teorias feitas pelo professor em sala ampliaram e tornaram muitas vezes mais próximo o esclarecimento de conceitos que por vezes não conseguia entender sozinha e somente através da leitura e pesquisa; os seminários complementaram e contribuíram para um maior entendimento sob perspectivas propostas pelos próprios alunos.
    Em suma, é nítido o prazer, o compromisso e a preocupação em tirarmos o melhor proveito tidos pelo Professor Luis Alberto Peluso ao lecionar a disciplina de Teorias da Justiça. Acredito que o objetivo de interessar os alunos em sua maior parte e fazê-los ter o compromisso de participar semanalmente a cada tema possa ter sido atingido. Ou seja, os métodos adotados se adequam ao objetivo.


    Autoavaliação:
    Apesar de não optar pelo curso de Filosofia, todas as disciplinas que permeiam seu campo me surpreendem quanto ao proveito que consigo tirar e desempenho que consigo atingir. Teorias da Justiça não foi diferente, durante todo o quadrimestre foi a disciplina com o qual tive maior prazer em frequentar e em estudar, muito provavelmente tudo isso foi favorecido pelos métodos de ensino e pela didática do professor que, apesar de não ser o mais importante para muitos, é o que mais me motiva no processo de aprendizagem.
    Não sei se é para dar um conceito final a nós mesmos mas, em relação a absorção de conhecimento, aproveitamento de conteúdo e capacidade de exposição dos conceitos, eu me daria um B+.
    Penso que sim, era possível ter aproveitado mais, sempre é, mas dentro do que era cabível nesse quadrimestre, fiz o meu melhor.
    Obrigado Professor pelas suas aulas!
    Feliz Natal e um próspero Ano Novo!!!

    ResponderExcluir
  42. Colegas de classe que antes pouco opinavam, seja em qualquer disciplina, na de Teorias de Justiça com o sr. começou a falar mais, principalmente por temas que estas pessoas consideravam importante que outros as escutassem. Assim, a disciplina acabou virando uma situação, do inglês, "win-win-win", pois os alunos experimentavam uma nova visão, uma nova opinião, assim como o professor via que seu trabalho estava sendo bem aproveitado pelo fato dessas pessoas comentarem, além delas mesmo aumentarem suas confianças na fala. As discussões foram polêmicas mas acrescentaram muitos fatores para se pensar.

    Quanto ao blog em si, a ideia é excelente, evita muitos transtornos com entrega em papel e o blog é bem acessível para outros lerem. Nos meus posts busquei sempre ler o que o professor pediu e tentei também o máximo possível ler os posts dos colegas para acrescentar mais ainda sobre a minha visão relacionada.

    A liberdade de fazer os seminários também foi outro fator que me impressionou positivamente, podendo fazer o mesmo de diversas formas e não naquele jeito clássico de slides mais falas.

    Enfim, uma boa disciplina de se fazer e com um professor que possui uma didática que faz de fato aprender. Como sugestão, talvez tentar incrementar, da teoria, algum "jogo prático", de atuação das pessoas (no sentido literal da palavra, ser "ator"). Uma forma mais sofisticada de fazer dinâmicas em grupos.

    ResponderExcluir
  43. Eu achei a matéria muito interessante, as aulas foram muito proveitosas e dinâmicas.
    O tempo para abordar os autores foi um pouco curto, mas entendo que isso é algo próprio do sistema de quadrimestres.
    Na minha opinião os métodos de avaliação foram muito bons, e os constantes comentários no blog fazem com que o tema sempre permaneça na "agenda" dos alunos.
    Vejo meu desempenho como bom, só não fiz um comentário. Reservei um bom tempo para a disciplina, portanto, considero meu desempenho como satisfatório.

    ResponderExcluir
  44. De maneira geral,a disciplina foi bastante interessante, assim como os autores estudados. A partir da teoria desses autores, foram abertos debates proveitosos durante as aulas, todos relacionados a assuntos atuais, o que deixa as discussões mais interessantes. Achei alguns desses autores de difícil entendimento e que somente lendo-os seria pouco provável que eu os conseguisse entender, e nesse sentido o que fez a diferença foi a maneira como o professor ministrou as aulas. Gostei bastante da didática e da maneira como era exposto cada autor.
    O blog, confesso que a princípio não gostei muito, por ter que fazer uma postagem sempre num prazo estipulado, que infelizmente pelas características do curso, é pouco. Meus primeiros comentários foram mais por "obrigação", mas com o passar do curso vi que o blog foi, na verdade, uma ótima maneira de me fazer ler, refletir e tentar entender as teorias apresentadas para que não viesse aqui postar qualquer coisa, apenas por obrigação. O trabalho final deu oportunidade para rever os comentários anteriores e poder aperfeiçoa-los e entender os autores de uma maneira mais clara.
    Minha autoavaliação: Acredito que meu aproveitamento foi aumentando no decorrer do curso, e foi no final satisfatório, sendo o ponto negativo o fato de não ter conseguido ler todos os textos pedidos.

    ResponderExcluir
  45. Acredito que com essa disciplina aprendi bastante a debater e concretizar idéias. A forma de avaliação é trabalhosa, semanal, porém de muita eficiência. Acredito que devido ao blog estive estudando durante todo o quadrimestre, e construi uma boa noção de teorias da justiça. Os debates em classe entre os colegas agregou muito a formação dessa disciplina.
    Vou confessar que já reprovei essa matéria uma vez, e grande parte da minha reprovação foi por não compreender o professor; No caso do professor Peluso foi bem diferente porque eu entendia o que o autor escreve, muitas vezes, de forma difícil. Os exemplos dados em sala de aula, a forma como tudo foi exposto me ajudou muito a compreender a matéria.
    Acredito que mereço o conceito A pois tenho compreensão sobre o tema, fiz a maioria dos comentários dentro do prazo, apresentei seminário sobre Dworkin de forma dinâmica e enviei o trabalho final.
    Estas são minhas considerações finais sobre o curso, obrigada pelo conhecimento agregado, e um ótimo fim de ano.

    ResponderExcluir
  46. Eu acho que as aulas foram muito boas, o blog e as aulas nos estimulam a ler os textos. fazer os comentário faz com que todos leiam pelo menos um pouco de cada autor.
    As aulas me estimularam também a pensar um pouco mais sobre o que é justiça e os debates a ter uma mente mais aberta a diferentes assuntos.
    Em relação ao meu desempenho considero regular pois eu li todos os textos e fiz os comentários mas por falta de tempo atrasei os últimos autores e dediquei menos tempo do que deveria.

    ResponderExcluir
  47. Bom, em primeiro lugar queria dizer que essas aulas foram realmente umas das melhores que tive nesse quadrimestre. Foi um estilo de aula que nunca tinha tido antes, mas achei muito proveitoso, muitas aulas, como a da caixa de bombom por exemplo, nos estimulavam a participar, e acho que esse grande número de debates e conversas foi um dos pontos que mais me estimulava a ler os textos e tentar entender o que os autores queria dizer.

    O professor, fez um ótimo trabalho durante todo o quadrimestre, e possui uma didática muito boa, em algumas aulas parecia até que alguns autores eram fácies de enetender. Os colegas de turma, foram muito bem também, as vezes eram tão participativos em certas aulas que parecia que a discussão nunca ia acabar.

    Bom, meu esforço para essa matéria foi grande, poderia ter sido melhor? Sim, e só não o foi por minha culpa mesmo. Mas mesmo assim posso afirmar que muitas vezes fiz o meu melhor já em outras por conta do cansaso e outros problemas, acabei não dedicando tanto tempo. Porém, em comparação com outras matérias, o esforço que investi nessa foi realmente bom, mas acho que sempre existe algo que se deva melhorar como a questão de pontualidade tanto nas aulas como na entrega dos textos. Mas foi uma ótima experiência, e eu espero ter mais aulas assim!

    ResponderExcluir
  48. Sobre a disciplina, achei bom o conteúdo abordado, eu nunca tive anteriormente um contato com o tema teoria da justiça então, a matéria foi ótima pois me apresentou muita coisa nova, e muita coisa que achei muito interessante, e que pretendo em algumas, ler mais pois foi algo que gostei, sobre a forma como foi ministrada achei que foi coerente com a proposta, que seria ter uma certa introdução a vários assuntos, e vários autores que abordam as teorias da justiça, eu nunca tinha usado a ferramenta de blog desta maneira e pela periodicidade que seria recomendado fazer os comentários, faz com que o aluno exercite sempre este trabalho de ir ler o texto, comentar, às vezes tomar uma posição.

    Agora, uma avaliação minha, desde o início estava interessado em tomar contato com os autores e com suas ideias, e absorver o que fosse possível no tempo proposto para efetuar os comentários, a maioria dos autores eu li e postei o comentário, em um ou outro não consegui ler e efetuei o comentário apenas com o conteúdo em aula, pois algumas semanas são mesmo mais apertadas que outras, inclusive no final do curso nas últimas duas semanas, foram muito apertadas pois acumulam com provas de outras matérias seminários, e tudo mais. Acredito que eu tenha absorvido bem os conteúdos, e consigo dizer que tenho uma boa compreensão das principais ideias dos autores, porém, não sinto confiança para dizer que tenho um conhecimento ótimo sobre eles, mas como disse minha intenção também nunca foi me aprofundar tanto, pois tenho consciência que o caráter do quadrimestre também não permite por ser muito condensado.Prefiro não atribuir um conceito, e deixar por conta do professor.

    ResponderExcluir
  49. AQUI INICIAM AS AVALIAÇÕES DA DISCIPLINA E AUTOAVALIAÇÕES DOS ALUNOS DE TEORIAS DA JUSTIÇA DO SEGUNDO QUADRIMESTRE DE 2013.

    ResponderExcluir
  50. No começo do quadrimestre confesso que não conseguia me interessar pela disciplina, justamente por não ter ideia do que esperar, visto que eu nunca cheguei a pesquisar sobre direito e justiça, mas felizmente minha opinião mudou conforme foram passando as semanas.
    Justamente por ser um assunto que se tornou interessante para mim, acredito que aprendi bastante nesta disciplina. Depois pretendo me aprofundar nas leituras dos dois autores que eu mais gostei, que foram Nozick (por incrível que pareça achei a sua teoria bem interessante e inesperada) e Walzer.
    Teorias da Justiça é um tema muito interessante, e depois de ler os autores propostos me dei conta de que esta disciplina é uma daquelas que (realmente) são importantes para a grade do BCH, pois nos ensina vários conteúdos que, ao meu ver, não são somente imprescindíveis para nossa formação acadêmica como também para a nossa visão do próprio aparelho jurídico e das relações sociais.
    Eu particularmente gosto muito do esquema proposto para as aulas, o seminário foi uma forma mais agradável e incisiva, na minha opinião, de nos aprofundarmos nas discussões da aula do que um trabalho em mídia, assim como foi proposto na matéria Conhecimento e Ética que cursei no último quadrimestre com o senhor.
    Neste quadrimestre também percebi que a carga de leitura foi mais pesada, acredito que isso tenha prejudicado um pouco tanto a mim quanto aos colegas de estarmos em dia com todos os comentários e as leituras propostas, mas esse fato certamente não atrapalhou o aproveitamento das aulas expositivas, sempre muito explicativas.

    ResponderExcluir
  51. Acredito que a disciplina alcançou seu objetivo primordial: despertar o interesse do aluno para os estudos das Teorias da Justiça baseado em um contexto contemporâneo, principalmente no que tange a importância de ter ciência da temática e o quão recente são os debates.

    Os critérios de avaliação da matéria foram flexíveis, exigindo do aluno maturidade, esforço, bem como curiosidade intelectual para se aprofundar em alguns temas complexos – que no meu caso foram os conceitos de Liberdade proposto por Berlin – e se contextualizar-se como indivíduo e sua posição na sociedade diante de tais temáticas.

    Confesso que me perdi nos estudos de alguns autores – talvez devido à pressão do tempo e a concentração que determinado tema demandava, mas este fato se deve a limitação de uma bagagem cultural ainda em construção e um maior gerenciamento. Fiquei muito satisfeito ao estudar Sandel, principalmente por já conhecê-lo em entrevistas e por sua fama entre os alunos de Harvard, muito exposto em tais reportagens.

    Quanto ao autor que trabalhei, bem como o seminário exposto, particularmente encarei como um desafio pessoal e talvez até um pouco de ingenuidade, visto que me perdi um pouco na apresentação ao perceber a complexidade da ideia e quão ampla e tênue ela o é. Um ponto interessante a ser destacado neste contexto foi a posição do professor como mediador do tema, colocando-se na posição de “expectador”, mas ao mesmo tempo esclarecendo eventuais dúvidas, sugerindo vias que o debate poderia ler levado, o que me tranquilizou muito, já que o intuito inicial foi de apresentar o tema à classe de forma clara, concisa mas não superficial.

    Como esta foi minha primeira experiência em uma disciplina das humanidades, acredito que foi uma rica fonte de informações que pode abrir a mente ao que está acontecendo na sociedade, bem como a forma de pensamento característica, que certamente contribui –e contribuirá - para meu desenvolvimento pessoal como indivíduo e cidadão. Muito obrigado!

    ResponderExcluir
  52. O método de avaliação é ótimo, condiz com o que realmente aprendemos em aula e nos faz refletir e sugerir uma opinião própria após as leituras dos textos. Os comentários semanalmente, ainda que às vezes ficássemos com o tempo “apertado”, nos prendia à matéria, não de modo negativo, como uma obrigação, mas de modo que acompanhássemos o conteúdo da matéria e não apenas decorando-o para uma prova final. Além disso, mescla com uma atividade individual e em grupo, o que também acho importante e equilibrado.

    A discussão em grupo para a apresentação do seminário foi a mais proveitosa. Como eu e meu grupo comentamos, foi muito mais fácil de entender as ideias do autor ao ler a obra em conjunto e debater sobre o entendimento de cada um. Ficamos horas em conflito entre o grupo, principalmente no início, mas quando começamos a absorver a ideia do autor parece que os pensamentos foram se encaixando.

    O blog em minha opinião é um bom método, pois, além de expor nossa opinião para todos os outros alunos, podemos perceber as diferentes percepções sobre um mesmo texto, vídeo ou assunto. Em relação aos temas e as próprias aulas, gostei mais do que as de Conhecimento e Ética, a matéria em si, a meu ver, foi mais interessante pelo fato de muitos autores serem atuais, além de debates polêmicos e próximos a nós. Aprendi muito com a disciplina.

    ResponderExcluir
  53. Desde que vi as disciplinas obrigatórias do BC&H, Teorias da Justiça me chamou a atenção, já que sempre fui interessada por esse tema. Discorrer e argumentar sobre o que é justiça é extremamente importante, uma vez que a justiça é um assunto atemporal. Desde sempre se fala sobre justiça e tenta-se criar uma sociedade justa, é para mim é muito interessante ver como assuntos tão importantes como justiça, moralidade, verdade e liberdade não puderam ser universalmente conceituados.
    Eu não tinha muito conhecimento sobre o debate sobre justiça, mas o programa escolhido me pareceu perfeitamente adequado. Meu autor preferido foi o Nozick, embora ele tenha causado muita polêmica entre os alunos, entre todos os autores, eu considero que ele foi o que ofereceu a teoria mais corajosa e inovadora.
    O processo de avaliação é muito justo e condiz com o programa, tornando as atividades propostas facilmente realizáveis. Os seminários e debates foram ótimos e, juntamente com as aulas expositivas, tornou possível uma melhor compreensão das ideias apresentadas pelos autores. Acredito que isso se deva ao fato de que os alunos responsáveis por cada autor também passaram pelas mesmas dificuldades que os alunos que assistiam os seminários. Também achei muito proveitosos os comentários e intervenções que o prof. Peluso fez durante as apresentações, pois essas tornaram as explicações mais completas e certamente aliviaram a pressão que os grupos sentiam em explicar tudo corretamente.
    A disciplina foi extremamente proveitosa para mim e o tema da
    Justiça certamente está entre os meus preferidos agora.

    ResponderExcluir
  54. Com relação à formatação dada pelo Professor Peluso, acredito que o uso do blog facilitou muito o acesso aos materiais que seriam utilizados nas aulas. Além disso, considero que o sistema de comentários propicia uma forma de avaliação justa daquilo que realmente assimilamos dos conteúdos.

    Os seminários feitos por nós, alunos, semanalmente em sala se aula me ajudaram na compreensão dos autores trabalhados. Acredito que as aulas tornaram-se mais dinâmicas em função dos debates propostos por cada grupo. Além disso, para mim, foi uma nova maneira de preparar seminários, visto que o foco estava em apresentar situações a serem discutidas com a classe, e não somente a apresentação de um conteúdo.

    A forma como os temas foram divididos também facilitou a compreensão do conteúdo, pois a separação dos autores liberais e comunitaristas incentivava a leitura, visto que suas teorias, de certa maneira, se relacionam. Ao meu ver, a bibliografia utilizada se mostrou muito eficaz.

    Porém, acredito que não tive o aproveitamento que poderia ter tido da matéria. Isso ocorreu devido à interferência de outras disciplinas, que tomaram muito do meu tempo durante esse quadrimestre, e também ao grande volume de texto a ser lido por semana.

    ResponderExcluir
  55. A disciplina ‘Teorias da Justiça’ auxiliou-me a responder e uma questão que o professor Cláudio Penteado me colocou no primeiro quadrimestre, na disciplina “Estado e Relações de Poder”, além de me ‘armar’ com mais argumentos a favor e contra cada um dos lados da história. Naquele quadrimestre, ele questionou a turma, perguntando o que preferiríamos: “Uma sociedade onde existe mais liberdade, mas onde a desigualdade ocorre ou uma sociedade onde existe mais igualdade, mas a liberdade individual é suprimida?”

    Saio da disciplina com uma visão mais crítica do tema, e no meu Paper, defendo uma tese ‘comunitarista’, por acreditar na importância de se lutar contra a desigualdade e problemas existentes no mundo. Não consigo acreditar em justiça, quando existem desigualdades tão grandes. E afirmar a importância dos direitos individuais sobre os direitos coletivos me parece um reflexo do mal estar das ideias defendidas por iluministas e defensores da sociedade liberal, tal qual ela é.

    Os textos e autores trabalhados, por estarem todos inseridos num mesmo contexto, permitiram que tivéssemos uma visão mais ampla sobre o debate da justiça na nossa sociedade.

    O sistema ‘blog’ continua sendo muito útil e justo. Todos podem se manifestar, todos podemos ler as opiniões e críticas de nossos colegas. Além de facilitar o acesso aos materiais necessários para estudo.
    Junto disso, os seminários permitiram explorarmos mais profundamente os autores. De um modo geral, aplicamos os conhecimentos a casos concretos e isso agrega muito ao modo como olhamos para essas teorias.
    O paper também foi uma ótima oportunidade de escrever sobre um tema que tanto me interessou e cativou durante o quadrimestre. E apesar de não estar plenamente satisfeito com ele – acredito que sempre podemos melhorar as nossas ideias – fico feliz com o que produzi.

    As aulas foram ótimas e faltei em pouquíssimas aulas. Tentei ser participativo e acredito ter aproveitado muito cada um dos temas. Sinto-me confortável para conversar sobre qualquer um dos autores trabalhados e para tratar de temas mais complexos.

    Sei que não é o objetivo e sei que isso também foi trabalhado, mas meu gosto pelos temas que tangem ‘a ética’ me levam a dizer que trabalhar a questão moral envolvida na discussão da ética me deixariam mais satisfeitos.

    Ademais, agradeço pelas aulas e aos meus colegas a oportunidade de estudar e discutir tantos temas interessantes.

    ResponderExcluir
  56. Evaluación de la asignatura: Me gustó mucho la materia y la elección de los autores, ya que de esta manera pudimos ver en el curso de las clases de dos líneas de pensamiento opuestas y que son comparables con sus principales ideas. En cuanto a las clases, me gustó la forma en que se enseña, ya que se complementaba la explicación del profesor con los seminarios hechos por alumnos en clase y se reforzaba con un debate que dejaba más claras las ideas de los autores. Mi conocimiento acerca del tema de justicia se amplió considerablemente y lamento que el sistema de la Universidad sea cuatrimestral, ya que creo que se ve demasiado contenido en muy poco tiempo.
    Autoevaluación: Hice todos los comentarios en el blog, trate de leer todos los textos y asistí regularmente a clase pero me falto la discusión en clase debido a la falta de fluidez del idioma. A mi parecer merezco un A o B por el esfuerzo. Gracias.

    ResponderExcluir
  57. Com relação a maneira com que a disciplina foi ministrada, eu achei muito proveitosa a participação de alunos já inseridos no curso de filosofia durante as aulas. Além de ser uma matéria que invade os noticiários cada vez mais (protagonismo do judiciário na aplicação de politicas publicas, julgamentos famosos e de interesse publico entre outros assuntos), discutir o que é justo sempre me instigou. A ministração do professor é um show a parte, sempre interessado em ser o mais claro e objetivo possível na hora de apresentar os temas em sala de aula

    O formato de avaliação com comentários no blog, paper e apresentação é bacana para um turma de 30 alunos. Eu não gosto do formato de blog e comentário semanal e acredito que deve ser bem pesado para o professor avaliar todas as postagens dos alunos, mas não posso negar que é uma ferramenta maravilhosa para que o professor possa ter calma na hora de examinar a participação de todos os, muitos, alunos que fizeram o curso.

    Quanto a minha participação, foi um privilegio participar dessa disciplina com colegas tão interessados e empenhados em compreender teorias tão densas em tão pouco tempo. Não tive o mesmo pique que muitos outros alunos da disciplina, mas acredito que dei o meu melhor e sobrevivi a mais uma turma lotada do BCH, coisa que nunca imaginei vivenciar.

    Rebeca D'Almeida - 21032410

    ResponderExcluir
  58. Continuo com a opinião de que o blog é uma ótima ferramenta, pois, facilita muito o acesso aos materiais que são utilizados, outro ponto positivo do blog é a oportunidade de poder dissertar sobre os autores semana após semana, podendo assim nos aprofundar mais sobre as teorias. E a ordem dos autores durante o quadrimestre foi muito apropriada para um melhor entendimento.

    Um ponto que eu acredito que foi muito proveitoso para mim, e acredito que para toda a turma, foi a sequência aula explicativa – seminário. As aulas expositivas feitas pelo professor Peluso nos deram uma base para que nós pudéssemos fazer uma discussão mais proveitosa nos seminários. Os Seminários por sua vez fizeram com que, através dos debates, colocássemos em prática as leituras que fizemos no decorrer da disciplina, fazendo que o entendimento de tais teorias fosse mais satisfatório.

    Dessa forma, acredito que meu desempenho na disciplina de Teorias da justiça foi satisfatório, mas ainda acho que meu aproveitamento poderia ter sido melhor, pois tiveram vários temas que eu não pude me aprofundar por conta do grande volume de textos e atividades que tivemos de outras matérias, no entanto, pretendo retomar a leitura de alguns autores, pois sei a importância destes temas para a minha graduação

    ResponderExcluir
  59. A condução da disciplina não apresentou grandes dificuldades, pois a estrutura já era conhecida do quadrimestre anterior na disciplina Conhecimento e Ética.
    O blog é uma ferramenta bastante adequada e prática, pois concentra todo o material necessário para podermos acompanhar os trabalhos dos diferentes autores.
    As aulas foram organizadas de modo bastante acessível e o professor tem plena autoridade para apresentar as diferentes teorias dado o seu conhecimento e a sua didática privilegiados.
    O que considero extremamente importante na disciplina é ter podido ter contato com os esforços concentrados de diferentes teóricos para promover uma justiça mais eficiente e acessível a todos.
    Considero que tive um bom aproveitamento.
    Alexandra Saphyre de Oliveira RA:21072812

    ResponderExcluir
  60. Mantenho minha opinião formada durante as aulas de Conhecimento e Ética de que o blog é uma ferramenta excepcional ao longo do curso. A facilidade em agregar os conteúdos necessários para acompanhar as aulas, a acessibilidade, a vantagem de não depender exclusivamente da biblioteca e o espaço que garante a todos um canal para expor sua opinião, mesmo que fora de aula, aliados a desenvoltura e a didática bem elaborada do professor são os fatores responsáveis por diferenciar o curso de Teorias da Justiça das demais disciplinas ofertadas na faculdade.
    Gostei bastante dos temas abordados e dos autores escolhidos, só lamento não ter feito essa disciplina num quadrimestre menos turbulento e corrido, pois acabei protelando muito alguns comentários em função de outros prazos mais apertados. Ainda que atrasado, considero que obtive uma bom aproveitamento geral do curso.

    Yuri Dal Ré. R.A. 21004012

    ResponderExcluir
  61. Sou da turma de 2010 e por problemas pessoais tive de cursar a matéria só agora. No entanto já havia assistido as aulas do professor Peluso, nessa mesma matéria, no antigo sigma e aqui no alfa na disciplina Ética. Posso dizer que no que o professor se propõe ele cumpre, o que já é muita coisa. Outro ponto positivo, para além do conteúdo, é a forma de organização da disciplina que é disposta de forma clara (isso é ótimo) e o fato de sabermos claramente como é a forma de avaliação, assim não temos sustos no fim do quadrimestre e podemos nos organizar a fim de tirarmos o melhor proveito do curso.

    Minha participação em debates foram discretos, confesso que - independente dos claros incentivos do professor e dos colegas - fico intimidado com os debates, preferindo tão apenas ouvir. Nos comentários, preferi ler os textos originais, no entanto não prescindi da leitura dos comentários que na maioria dos casos foi muito esclarecedora, alguns textos pequei e não fiz um bom comentário (ao meu entender). Ainda não fiz o seminário, o meu é o último (Habermas). No meu paper talvez eu tenha desvirtuado um pouco o tema central, eu gostei do seu rumo e considero-o muito informativo.

    Lucas Dorado de Lima 21029210

    ResponderExcluir
  62. Sou da turma de 2011, e tranquei a disciplina por não ter me adequado à didática do outro professor.
    Creio que com o uso do blog ficou mais fácil de entender sobre as teorias, seja pela disponibilidade de ler os comentários dos colegas para ter um melhor entendimento, quanto à concentração dos textos em uma única plataforma.
    A sala me pareceu bastante participativa, principalmente quando os debates propostos pelos grupos e até pelos exemplos dado em sala pelo professor eram mais polêmicos, como do grupo que apresentou MacIntyre.
    Os autores têm uma teoria muito densa e às vezes meio complexas, e só pude ter um maior entendimento com as explicações em aula.
    Minha participação foi muito discreta, sou tímida e tenho vergonha de expor minhas opiniões, mas com o modo em que a disciplina foi conduzida me auxiliou muito para entender sobre os diferentes temas.

    ResponderExcluir
  63. Arthur El Reda Martins
    RA: 11002610
    Email: art.erms@gmail.com

    Gosto muito do formato de blog utilizado pelo professor. Acho que pelo fato de já ter feito conhecinemento e ética nesse mesmo formato já me acostumei. É muito bom ter disponíveis textos extraclasse e inclusive vídeos sobre o autor que estudamos para que possamos antes ou depois da aula agregar algum conhecimento e trazer a discussão para dentro da sala. Os debates em classe foram bem produtivos, como na nossa palestra sobre Sandel, percebemos que o tema realmente impactou muitos. Acho que meu aproveitamento do curso foi bom.

    ResponderExcluir
  64. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  65. O blog como ferramenta essencial para o contato com os autores e suas respecticas teorias, a obrigação de se elaborar comentários, juntamente com as aulas expositivas e o trabalho dos grupos, na minha concepção, gerou um ótimo retorno de aprendizado nos alunos.
    Um problema é o pouco tempo que temos para estudar as teorias, o que me causou certo desconforto para discuti-las e um profundo interesse em ir a fundo e ler mais sobre.
    Os trabalhos em grupo que consistiam em levantar questões para discussão em aula foram totalmente relevantes, por na maior parte deles terem sido abordados temas que acontecem na prática, o que nos fez ver na ótica dos autores suas teorias aplicadas e também discernir o que para nós seria o correto em determinadas circunstâncias.
    Quanto ao meu desempenho, acredito que tenha sido satisfatório, porém eu gostaria de ter tido mais tempo para estudar as teorias e melhor comprende-las.

    ResponderExcluir
  66. Creio que a disciplina 'Teorias da Justiça' foi muito bem conduzida e ministrada, como formas de avaliação e atividades fora do tradicional e usual, mas que corresponderam claramente às minhas perspectivas. Passamos por diversos autores, liberais e comunitaristas, deixando clara as diferentes análises, propostas e ideias. As discussões intermediadas pelos diferentes grupos de alunos também foram bastante satisfatórias, dando os mais diversos exemplos e temas para o debate e proporcionando uma maior clareza nas ideias dos autores, e ainda causando grande participação dos colegas de classe.

    Creio que tive um bom desempenho durante o quadrimestre, com uma dedicação de tempo grande aos temas e a atividades, como as postagens dos comentários no blog, a produção do paper e as ideias para intermediar o debate em classe. Talvez pudesse ter participado um pouco mais dos debates, creio que é uma característica que eu possa e deva mudar. Me considero satisfeito.

    ResponderExcluir
  67. Antes de iniciar a discorrer sobre os tópicos solicitados pelo senhor, gostaria dizer que, mais uma vez, adorei a disciplina. Desde o quadrimestre passado (ou seja, desde quando cursei Conhecimento e Ética) venho me interessando por Filosofia. A forma como o senhor lecionou essa disciplina (Teorias da Justiça) e Conhecimento e Ética fez com que eu me interessasse não apenas pelos textos sugeridos, mas pela análise e debates dos temas abordados.

    Continuo com a minha análise do quadrimestre passado sobre o blog: foi uma ferramenta ótima, em minha opinião. A facilidade de acesso ao material didático é algo muito interessante, já que viabiliza e facilita nossos estudos. Os comentários semanais fizeram com que eu me mantivesse “atualizada” em relação à matéria trabalhada em sala de aula. A única crítica que posso fazer é em relação a confusão que surgiu, algumas vezes, sobre as datas de postagens dos comentários. (Devido àquela mudança no programa da disciplina).
    Enfim, depois de avaliar o meu progresso, posso dizer que os comentários foram de extrema importância para o aprofundamento dos assuntos e, também, para a própria fixação dos temas/teorias trabalhados.
    As aulas também foram ótimas e extremamente didáticas. (A ordem da apresentação da matéria foi ótima. Eu não mudaria nada). Acredito que nenhum aluno encontrou maiores dificuldades para entender os assuntos trabalhados pelo senhor. E os seminários também foram bem legais, na minha opinião, pois trouxeram debates muito interessantes para a sala de aula.

    Particularmente, posso dizer que estou feliz com o meu desempenho. Consegui cumprir com todas as atividades propostas nos tempos determinados. Consegui ter entendimento da matéria. E o que mais me importa no momento: Continuo com aquele encantamento que surgiu no quadrimestre passado pela filosofia .

    Obrigada pela sua dedicação, Professor.
    Aliás, feliz dia dos professores!

    ResponderExcluir
  68. Assim como a disciplina do quadrimestre passado -Conhecimento e Ética - acho o blog uma ótima ferramenta, pois além de disponibilizar os textos consegue estimular os alunos a escrever, em resumo, o que entenderam das aulas e dos textos. Isso é um ponto muito importante, porque me fez entender muito mais os textos e consegui extrair dos textos principais ideias dos autores. Achei interessante adotar um seminário nesse quadrimestre, pois uma aula expositiva e um aula de seminários, deu espaço para discussões e pensar em assuntos reais, através dos exemplos que os grupos traziam.
    O meu desempenho foi satisfatório, pois me mantive atualizada sobre diversos assuntos e também consegui relacionar diferentes autores durante a disciplina, entretanto acho que poderia me apronfundar mais. Este quadrimestre teve um número grande de leituras e trabalho, portanto não pude me dedicar o quanto gostaria.

    Espero ter outras matérias com você, porque me inspirou a conhecer melhor algumas áreas da filosofia e sua didática em sala é realmente boa.

    ResponderExcluir
  69. Olá ,
    Eu gostei da maiorias dos pensadores apresentados.Devo dizer que me interessei muito por Sandel.
    Creio que o Blog funciona ,mas acho o tempo muito corrido para fazer todos os textos e entender de todos os pensadores apresentados. A disciplina ou deveria ser dividida ou possuir mais tempo para estudo.
    As avaliaçoes sao dignas ,creio que é dificil avaliar em um texto só o conhecimento sobre tudo o que foi explicado em aula.
    Preciso escrever alguns textos ,o do proprio Sandel eu ainda nao escrevi mesmo tendo respirado ele nos ultimos dias.
    Pelo conhecimento recebido estou satisfeita com a minha participaçao só preciso agora dos toques finais.

    Parabens pela didatica professor ,és um grande show man.

    Daniele Campos

    ResponderExcluir
  70. O curso foi importante na construção do meu pensamento sobre justiça. Gosto do blog como plataforma de troca de ideias e disponibilização de textos e materiais extras. A estrutura de apresentação dos grupos, com debates usando as ideias de um autor é bem interessante, faz com o os alunos participem mais. Pessoalmente, não é um assunto que muito me atrai, então penso que isso tenha feito com que eu não tenha me interessado e ido atrás de mais material sobre os autores. Mas a experiência da disciplina foi bem válida.

    Obrigado

    Victor Del Prete

    ResponderExcluir
  71. Olá professor,
    como avaliação do curso apresento uma avalização muito positiva. O conteúdo abordado, apesar de uma visão parcial, pois a escolha dos autores apresentou um corte que abrangeu os autores do pensamento anglo-saxão, foi muito interessante, pois possivelmente será a única disciplina em que teria contato com esses autores em diálogo sobre os temas de justiça. Outro ponto positivo foi o fato do debate ter se apresentado de maneira bem contemporânea e contextualizada, o que permitiu ver os conteúdos discutidos de maneira bem palpável. Portanto, sobre o conteúdo, gostei bastante e faço uma avaliação positiva.
    Sobre as dinâmicas de aula achei muito bom e proveitoso os seminários/provocações conduzidos sobre os grupos, achei que deu um bom dinamismo para as aulas e os conteúdos discutidos. O blog continua uma ferramenta muito interessante, que me agrada muito possibilitar que nós apresentamos nossas impressões sobre os autores estudados e suas teorias.

    Minha auto-avaliação também é positiva. Eu me identifiquei mais com as discussões dessa disciplina e entendo que aprendi muito sobre os temas discutidos em sala e com os materiais disponibilizados, tive a possibilidade de ler quase todos os materiais disponibilizados. Acredito que tive um desempenho muito bom.
    Obrigada professor
    abs

    Amanda Faria Lima
    RA 21004512
    amandafarialima1@gmail.com

    ResponderExcluir
  72. O curso ministrado foi de um nível muito bom, o conteúdo foi de fácil entendimento, os debates em aulas foram muito salutares para o desenvolvimento do conteudo e para o entretenimento durante as aulas.
    O único ponto negativo foi a má organização do blog comparado com o blog sobre "Conhecimento e Ética", e outro problema esse não da matéria mas sim institucional da falta de tempo para se aplicar todos conteúdos, exemplo de Amatya Sen que será apresentado na ultima aula junto com a apresentação do próprio autor e também com o grupo do Habermas.

    Sobre mim, considero a minha participação como aceitável, fiz todos os comentários do blog, porém nem todos nos períodos estipulados, sobre o conteúdo não me identifiquei com nenhum autor e nem com as ideias estudadas no curso e talvez por isso não tive um desempenho elevado na matéria.

    ResponderExcluir
  73. O curso, assim como Conhecimento e Ética, superou minhas expectativas em matéria de conteúdo. Acredito que essa disciplina nos colocou em contato com muitas teorias e muitos autores bastante interessantes. Mesmo nas leituras que menos me agradaram, ou que eu achei mais difíceis, percebi que houve uma significativa melhora na minha capacidade de entendimento, se comparada ao último quadrimestre, o que julgo ser sinal de bom aproveitamento.

    Quanto ao material trabalhado na disciplina: excelente sugestão de material. Gostei da ordenação das teorias estudadas. Sempre achei que trabalhar com seminários é um pouco cansativo - talvez porque eu seja adepta de aulas expositivas, que me agradam bastante, não sei -, mas acredito que tenha sido de bom proveito para o curso. Isso porque se abriu um espaço para debates com temas ótimos! Acho que estes debates trazidos para as aulas pelos grupos foram interessantes.

    Continuo dizendo o que já havia percebido no curso do quadrimestre anterior: O blog é uma ótima ferramenta! O acesso ao material é muito facilitado, ele tem um propósito, e como somos solicitados a escrever comentários semanalmente há sempre conteúdo atualizado. Eu me adaptei muito bem a esta forma de trabalho e de avaliação.

    Acredito ter aprendido bastante durante este curso, e fico feliz por, neste momento de autoavaliação, notar que consegui cumprir com as propostas da disciplina nos prazos, e absorver bastante conteúdo sobre os temas estudados. E, finalizando, deixo meus sinceros agradecimentos ao professor Peluso, novamente, por sua notável dedicação e por seu digno trabalho como docente, apenas reforçando todas as impressões que tive no curso passado.


    Atenciosamente,
    Giovana Cavaggioni Bigliazzi.

    ResponderExcluir
  74. Já havia cursado “Conhecimento e Ética” com o senhor, então já estava familiarizada com a metodologia, com o projeto proposto, e consequentemente já tinha uma ideia de como proceder com os estudos.
    Tentei ao máximo manter meus comentários em dia, devo ter atrasado um ou dois comentários. Sempre na hora de postar dei uma pesquisada sobre o autor e suas ideias, além de também utilizar as anotações feitas em sala.
    Acredito, porém, que a abordagem adota esse quadrimestre de aula expositiva mais debates foi mais interessante, ajudou a melhor entender o conteúdo e o ver aplicado. Acho que nós absorvendo o conteúdo através dos nossos colegas, que possuem linguagem e forma de pensamento semelhante gerou uma facilidade.
    Entretanto, o método pode ter sido um obstáculo para os alunos mais envergonhados se exporem, acredito que eu fico no meio termo. Quando me sentia familiarizada com o tema, ou sentindo que poderia contribuir com algum comentário, ou com o levantamento de alguma dúvida, tentei me expor.
    A liberdade de poder escolher o autor ao qual gostaríamos de pesquisar acho que foi essencial, creio que gerou um maior interesse e empenho na hora de produzir o trabalho.
    O sistema do blog ainda acredito que seja inovador e estimulante, porém as vezes as demandas de textos acabam sendo grandes, particularmente gosto muito mais quando temos de ver vídeos explicativos, que haja alguma interação. Porém as vezes um vídeo só com áudio pode ser tornar também cansativo, sendo preferível a leitura.
    Nossa juventude, em minha opinião, precisa de dinâmica, somos acostumados ao movimento, as trocas constantes, então essa dinâmica presente no blog acredito ser interessante de ser explorada.
    Outro ponto positivo eu que vejo que o blog nos proporciona é a flexibilidade para as postagens, e a flexibilidade proporcionada principalmente pelo professor que entende a quantidade de demanda de tarefas que os alunos possuem.
    Após duas experiências com esta metodologia aplicada pelo professor, posso afirmar que tive a oportunidade de ampliar meus conhecimentos, absorvendo novas ideias, e principalmente aprendendo a me adaptar a novos métodos de ensino, que muitas vezes podem ser mais produtivos, pois conseguem agregar mais, e cravar em nós o conhecimento.

    ResponderExcluir
  75. A avaliação do curso é muito positiva. Os textos e autores que vimos durante o quadrimestre mostraram-me diferentes visões e teorias, além de pontos convergentes, sobre um mesmo tema. Assim como “ética”, “justiça” pode ser um conceito muito complicado e traiçoeiro, porém com o material que nos foi dado, além das suas aulas, ampliei minha visão sobre o tema.
    Como cursei a disciplina de Conhecimento e Ética no quadrimestre passado, já conhecia a metodologia e avaliação, porém devo ressaltar que a plataforma escolhida, o blog, facilita muito o acesso às leituras e a comunicação. Como os comentários devem ser feitos a cada tema, ou a cada semana, mais ou menos, o contato com a disciplina é muito maior do que se tivéssemos uma prova, ou outro método de avaliação.
    As discussões propostas para cada autor foram bastante proveitosas também, aplicamos conceitos das teorias dos filósofos com debates polêmicos e instigantes. Por fim, agradeço muito o aprendizado e espero que nos encontremos nos próximos quadrimestres.

    ResponderExcluir
  76. Olá, Professor

    Minha avaliação sobre a disciplina é positiva. Acredito que ela foi ministrada de uma boa forma. As aulas expositivas foram bem explicativas e claras, e havia espaço para sanar todas as dúvidas.
    Gostei dos seminários em grupos como forma de discutir sobre as teorias partindo de um ponto escolhido pelos integrantes do grupo. Foi um exercício que acrescentou muito, pois podíamos dialogar sobre os problemas que nos pareceria haver naquelas teorias e sobre os problemas de usar aquela teoria sobre a perspectiva escolhida pelo grupo.
    Sendo essa a segunda disciplina que curso com o senhor, continuo achando o Blog uma ótima ferramenta e o paper um bom exercício de análise, argumentação e escrita. Além disso, me agrada muito o fato de o senhor procurar alternativas para os materiais disponibilizados (por exemplo videos em espanhol ou entrevistas em português quando o próprio texto do autor era em inglês), para que todos os alunos tivessem um mínimo acesso ao conteúdo.

    Acredito que tive um bom desempenho, tive a oportunidade de ler a maioria dos textos e quando não, tive acesso a outros materiais. Pude conhecer autores que eu não verei em outras matérias e pude compreender melhor o complexo debate sobre a Justiça. Acredito, então, ter tido uma boa compreensão do conteúdo dentro das limitações.

    Att:
    Luiza de Freitas Nunes
    RA: 21022212
    Email: luiza_fnunes@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  77. Considero as aulas expositivas muito boas, elas conseguiram sanar algumas dúvidas que tive dos textos durante a disciplina. As discussões que os colegas fizeram também foram muito bons, levaram temas bem polêmicos para os debates e cada pessoa mostrou pontos de vista e abordagens diferentes. Sobre o blog, não há muito o que dizer, pois foi a mesma ferramenta utilizada em Conhecimento e Ética.
    Confesso que em algumas semanas tive dificuldade em ler algum dos textos devido a trabalhos e provas em outras disciplinas, mas consegui postar todos os comentários. Acho que o meu desempenho foi bom, com essa disciplina posso dizer que mudou o modo como entendo e enxergo a justiça, era um assunto em que nunca tinha parado para refletir.
    Agradeço ao professor pelas ótimas aulas.

    ResponderExcluir
  78. Nossa turma A, foi muito polêmica, não sentido pejorativo, mas sim no sentido que os debates bastante renderam. O fato que eu acheimais interessante é que todo mundo era muito participativo então os debates foram excelentes, qualquer assunto já era motivo para uma boa discussão que levaria horas.
    Sobre o senhor professor Peluso, só tenho elogios, é possível ver que o sr. tenho o total domínio sobre o tema, tem maestria e uma ótima didática. Fico muito feliz, por estudar com um verdadeiro mestre.
    Sobre o blog e atividade, gostei de ter feito os comentários de cada autor toda semana apesar de achar alguns um verdadeiro trabalho árduo.Considero bastante válido foi ter uma aula explicativa e outra com a apresentação dos grupos. Essa alternância foi interessante e dava para todos participarem e realmente entender os autores propostos.
    E a minha auto-avaliação, quanto ao meu esforço, eu li todos os textos propostos além de pesquisar mais sobre cada autor, fiz todos os comentários do blog e todas as atividades propostas pelo professor, compareci nas aulas e me esforcei para compreender sempre mais além do proposto.

    ResponderExcluir
  79. Das muitas aulas com discussões acaloradas, todas renderam ótimas discussões e ideias para postagens aqui no blog e também para o desenvolvimento de ferramentas teóricas que ajudam a compreender a questão da Justiça em todos os seus aspectos.
    Portanto minha avaliação é mais que positiva para a disciplina. Ela encaixa muito bem dentro da grade de BCH e é um instrumento muito interessante para trazer os alunos de humanas a questões sobre Direito. Ainda mais com a didática e a exposição do senhor, que sabe reger bem a matéria e os debates.
    Confesso que alguns textos de alguns autores foram bem cansativos e às vezes repetitivos demais, mas de modo geral foi legal ter contato com isso.

    Minha auto-avaliação se baseia na leitura de quase todos os textos (sim, alguns poucos mais chatos eu dei uma olhada por cima sem tanto afinco). Fiz todos os comentários e acho que me saí acima da média na disciplina.

    Agradeço ao senhor pela ótima oportunidade. O blog é uma excelente ferramenta.

    ResponderExcluir
  80. Principalmente nesse último quadrimestre, acabei não participando muitas das aulas, pois não é a primeira vez que curso a matéria e sinto alguma dificuldade em seguir o blog e o programa adotado pelo senhor. Não o condeno, muito pelo contrário, vejo muito mais pontos positivos, mas por uma questão mais pessoal, não me senti/sinto muito confortável.
    A bibliografia da matéria é excelente, e como alguns já disseram, alguns textos são muito massantes, mas após uma lida nos demais comentários dos colegas, é possível esclarecer algumas dúvidas.
    Fiz todos os comentários (apesar dos últimos eu não ter cumprido o prazo).
    Também agradeço ao senhor pela oportunidade de novamente ministrar essa aula.

    ResponderExcluir
  81. Olá professor!

    O contato com diversas concepções teóricas sobre a justiça foi extremamente interessante e inovador. Os autores e obras que estudamos ao longo do quadrimestre me proporcionou um contato abrangente com inúmeras questões que, até então, não eram muito esclarecedoras em meu ponto de vista. O curso foi bastante reflexivo e também não deixou de contar com questões intensamente polêmicas, o que ao meu ver, fez com que se tornasse ainda mais atrativo. As aulas, por sua vez, foram ministradas de maneira excelente e dinâmica, pois a intensidade com que o senhor nos direciona às explicações do conteúdo faz com que nossa atenção seja totalmente voltada para os assuntos discutidos em sala de modo muito participativo.
    Teorias da Justiça, sem dúvidas é um curso que não pode faltar na grade curricular de qualquer curso de humanidades.
    Muito obrigada desde já, Peluso.

    Fiz todos os comentários.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quanto a minha auto-avaliação:
      Bom, participei das aulas e dos debates, acompanhei a leitura dos textos, embora tenha me desorganizado um pouco em relação à postagem dos comentários nas datas que foram determinadas, por conta do tempo escasso. Mas mesmo assim, consegui fazer todos eles. Me identifiquei bastante com disciplina, pois achei o seu conteúdo extremamente importante e interessante.E por meio dos diversos autores estudados, pude refletir as diferentes concepções de justiça ao longo do quadrimestre, o que foi ótimo, pois me proporcionou um embasamento teórico em relação ao Direito.
      Eu agradeço, de coração aberto à ótima ministração de suas aulas em meio a tantas visões diversificadas de justiça.

      Excluir
  82. O debate de teoria da justiça é muito interessante e a bibliografia do curso é muito boa, mas, os textos são grandes e de difícil compreensão, o que demanda um esforço maior. É difícil acompanhar tudo certinho em uma universidade de sistema quadrimestral onde tudo é tão corrido, por isso a ideia de comentários no blog é tão boa, força o aluno a ler os textos e fazer suas conclusões, mas de forma dinâmica e interativa, e que permite uma flexibilização do tempo. As aulas expositivas são excelentes, esclarecem de forma leve, a didática do professor é muito boa.
    Os trabalhos também são muito pertinentes, tanto o em grupo quanto o individual. A ideia de fazer o trabalho em grupo em forma de debate foi muito mais produtiva do que fazer um seminário, que perderia muito tempo e deixaria a sala ociosa.

    ResponderExcluir
  83. Devo dizer que tenho um pouco de dificuldade nas matérias de filosofia, talvez pela falta de contato antes de ingressar na faculdade, os primeiros textos filosóficos que li foram na matéria de temas e problemas em filosofia e tinha assim como em conhecimento e ética sérias dificuldades em entender o que era dito, mas acho que meu desempenho agora em relação a disciplina cursado com o senhor no quadrimestre anterior foi muito melhor, talvez pela fato de ser um debate contemporâneo e ter um material mais diversificado. Em relação aos comentários tentei não deixar acumular, tanto que na ultima semana me faltava apenas 2, isso ajudou a relacionar os autores. Sobre o que foi sugerido de mudar a plataforma do blog para o facebook acho que não a necessidade pois o blog funciona bem e é uma boa alternativa a e-mail/ tidia. Enfim foi um prazer ter aulas com o senhor, muito obrigado

    ResponderExcluir
  84. Considero que a disciplina foi muito positiva e enriquecedora, tanto os autores quanto os textos apresentados se mostraram muito interessantes. Acredito que o tema Justiça seja um tema muito importante na vida de todos e poder ter um conhecimento mais profundo sobre tal assunto, visto por varias teorias diferentes, seja muito útil. Os debates nas aulas também foram muito bons e aproximavam a discussão teórica a fatos comuns e corriqueiros. Mais uma vez a ferramenta do blog se mostrou muito eficaz, tanto por concentrar muitas informações quanto por permitir a exposição de ideias de todos que desejassem. O esquema de comentários que foi adotado permite muito mais aproximação com a matéria e a flexibilidade apresentada pelo senhor em relação às datas também foi muito importante. Considero minha participação na disciplina como sendo muito boa, fiz todos os comentários e procurei ler a maioria dos textos, destaco Nozick como o autor o qual tive maior identificação.

    ResponderExcluir
  85. Já havia cursado a matéria conhecimento e ética com o professor Peluso. Mais uma vez fico satisfeito com o curso como um todo. A linguagem fácil de ser entendida, transformando conceitos complexos em exemplos do nosso cotidiano mais uma vez me agradou muito. Os próprios temas foram muito interessantes, determinados questionamentos que eu me fazia foram abordados de um ponto de vista teórico. Muitos dos temas nos puseram a pensar de maneiras pouco convencionais, porém validas. Aprovo mais uma vez a experiência do blog, onde podemos encontrar muito material a cerca dos temas estudados, assim como aprovo os seminários, onde estes nos puseram em um contato mais pessoal com cada autor. Termino deixando claro novamente meu apreço pelo curso como um todo.

    ResponderExcluir
  86. Desde o início do quadrimestre já imaginava como funcionaria tal disciplina, assim como na disciplina de Conhecimento e Ética, eu acredito que o modo através do qual o professor analisa os alunos é de fato inteligente. A realização dos comentários nos dá a possibilidade de ter contato com os textos de todos os autores e nos possibilita uma maior formação sobre eles, pois com a necessidade de produzirmos pequenos textos sobre o determinado entendimento, podemos refletir mais sobre os assuntos e teorias apresentadas.

    Os seminários foram de incrível aproveitamento, pois tivemos espaço para discutir o que absorvemos do assunto e nossas respectivas conclusões. O meu seminário sobre Sandel foi muito interessante e me acrescentou muito!

    Em geral, sou a favor do modelo de curso que é realizado pois através dele acredito que não há como não haver o acréscimo de conteúdo e experiências acadêmicas.

    ResponderExcluir
  87. Por experiência do quadrimestre anterior (Conhecimento e Ética) já estava familiarizada com a metodologia e a didática empregada. Ainda considero o sistema de comentários extremamente produtivo, possibilitando um real contato com tudo que é discutido na disciplina, incitando esse engajamento. Sobre o seminário, achei interessante o estímulo a se pensar até mesmo em uma aplicabilidade da teoria de modo a ampliar ou facilitar o entendimento dos autores estudados.

    Persisto (totalmente) a favor desse sistema, e comprometida com o cumprimento de todas as etapas ao longo desses meses.

    ResponderExcluir
  88. Bem, gosto da metodologia do curso usando o blog como plataforma das atividades propostas em aula. Como já havia participado do curso de Conhecimento e Ética, no quadrimestre anterior já conhecia o sistema de aulas e considerei mais uma vez válida a oportunidade de cursar uma disciplina com moldes e conceitos tão próximos em períodos consecutivos. Percebo que ter o conteúdo da disciplina disponível pode ajudar, num eventual momento que precise saber algo mais sobre as teorias de justiça, e o formato online já conhecido pela grande maioria dos alunos que assim como eu nasceram em um ambiente imerso as tecnologias nos permite ir além das informações oferecidas e buscar peculiaridades sobre o assunto proposto.
    E quanto ao meu desempenho, considero ter feito progressos pessoais desde a experiência com a disciplina anterior também ministrada pelo professor Peluso. O contato com as teorias da justiça me proporcionou um entendimento mais amplo da forma como nosso sistema social é estruturado, e de que maneira posso interagir mais ativamente com ele. Confesso que depois de leituras tão completas e complexas elucidadas pelas explicações do professor, algumas leituras que considerava densas demais leitura agora parecem mais simples.

    ResponderExcluir
  89. Acho que esse foi um curso muito importante pra minha formação, sem dúvida necessário para um estudante de humanidades e futuro economista, particularmente gostei de dos textos escolhidos e das aulas. A atividade em grupo foi muito interessante, debater com o grupo e com os outros colegas sobre o autor. Só é uma pena esse quadrimestre ter sido tão rápido, gostaria de ter tempo para me aprofundar nos estudos de alguns autores. E o uso do blog também é ótimo.

    ResponderExcluir
  90. Curso muito bom, autores conceituados escolhidos, focando na filosofia liberal.
    Gosto da maneira de como os cursos dados pelo senhor são ministrados, dando uma maior liberdade aos alunos, disponibilizando materias via web e tendo a avaliação final da disciplina a partir de trabalho e comentários no blog.
    Quanto ao meu desempenho, acredito ter saído bem, apesar dos comentários atrasados em decorrência ao curto tempo que tenho disponível pelo fato de eu trabalhar e ter cursado mais matérias este quadrimestre.
    Como dito anteriormente apoio este tipo de avaliação e o jeito como a disciplina foi ministrada.

    ResponderExcluir
  91. É a primeira vez que curso uma disciplina com o senhor então utilizar o blog como ferramenta para mim era algo novo. De certa forma, tive alguma dificuldade em acompanhar as discussões em tempo real, porem me utilizei dessa dificuldade para complementar minhas leituras com as interpretações dos colegas. Consegui ter contato, e o mais importante, um entendimento claro, com teorias que certamente vão facilitar a compreensão de posições e autores em outras disciplinas. Houve certa dificuldade com alguns textos mas nada que de fato atrapalhasse. Julgo que, pelo conhecimento absorvido, e isso se deve muito a forma de avaliação, meu desempenho foi satisfatório.

    ResponderExcluir
  92. Assim como no quadrimestre passado, em Conhecimento e Ética, gostei muito da metodologia adotada pelo professor. A didática da aula continuou me encantando. Por mais que Filosofia não me atraia muito, gostei de Teorias da Justiça, dos teóricos, dos seminários. E o uso do blog e a flexibilidade do uso dele também me agradam bastante. Achei o curso muito bem estruturado em relação a ordem dos autores e a cronologia do programa.
    Em relação a mim, acho que o quadrimestre foi extremamente produtivo. Considero que com a leitura dos textos, minha bagagem intelectual e cultural cresceram bastante - me ajudaram a ver o mundo por um outro ponto de vista. E como eu vou seguir em Relações Internacionais, creio que essa disciplina irá ser de bastante utilidade em um futuro próximo.

    Carolina Carinhato Sampaio

    ResponderExcluir
  93. Tendo em vista a ementa e os autores que a universidade propôs ao professor, vejo que as propostas foram cumpridas, contendo os temas que proporcionaram o entendimento das teorias da filosofia política, abordando autores que me agradaram como Amartyan Sen, Roberto Nozick e John Rawls; este último constante as discussões pelas críticas que recebe dos outros, apesar do seu ótimo trabalho.
    Acerca do instrumento para aplicação da matéria, posso dizer que a adoção da internet como forma de propagação de informações, muito boa, visto que cada vez mais tal tecnologia se insere na sociedade. Isso incitou aos alunos, buscarem esse conhecimento além-sala, despertando o interesse individual, cada um por um dado autor ou tema
    Sobre as aulas, foram bem ministradas e as formas de avaliação, ótimas para entendimento do assunto. As apresentações proporcionaram um feedback do professor e complemento aos aluno que escolheram autores de seu gosto para apresentar seu trabalho de teorias da justiça.
    Com isso, digo que estou satisfeito com o conhecimento que a matéria, em parte pelo mérito do professor, me proporcionou, apresentandos novos modos de pensar em senso de justiça

    ResponderExcluir
  94. Achei a disciplina muito interessante e as aulas tiveram um bom encaminhamento. A maneira que o professor Peluso expõe a filosofia é realmente entusiasmante! Apenas acho que o peso das avaliações deveria ser reconsiderado, com paridade entre as atividades (1/3,1/3,1/3).

    Meu desempenho não foi muito satisfatório nesta disciplina, pois precisei faltar em várias aulas às quintas-feiras por motivos profissionais e me vi sobrecarregado de trabalho. Mas pretendo prosseguir no estudo destes autores que me despertaram muito a atenção.

    ResponderExcluir
  95. Gostei bastante das aulas expositivas sobre a disciplina e da metodologia utilizada para avaliação através dos comentários no blog, porque promove mais a discussão das ideias dos autores do que se apenas fizéssemos um fichamento e entregássemos para o professor, por exemplo. No blog podemos ler as reflexões de outros colegas e continuar o debate iniciado em sala de aula.

    Quanto a mim, infelizmente faltei a várias aulas, por motivos diversos, por isso não pude acompanhar todas as discussões presenciais, mas mesmo assim considero minha aprendizagem bastante satisfatória, pois consegui fazer a leitura dos textos e compreender bem as ideias dos autores.

    ResponderExcluir
  96. Como já tinha participado da matéria conhecimento e ética no quadrimestre passado, já conhecia o método de avaliação, o que ajudou na hora de começar a matéria.
    Achei que ajudou muito o comentário no blog, pois com eles a pessoa era obrigada a ler pelo menos alguma coisa para pode escrever o comentário e com isso ela aprendia e conseguia mostrar seu aprendizado para os outros. Os seminários ajudaram na dinâmica da sala, as pessoas podiam expor melhor suas ideias, além de ser mais fácil na hora de montar seu comentário, pois você tirava informações dos debates para entender a ideia do autor na realidade em que vivemos e assim aplicar sua opinião sobre o tema.
    Mesmo com alguns atrasos nos comentários e às vezes não consegui ler os textos completos, consegui aprender sobre os autores e suas ideias de justiça, pude acompanhar as aulas e os seminários que ajudaram bastante no aprendizado dessa matéria.

    ResponderExcluir
  97. Creio que, mais uma vez, a disciplina ministrada pelo senhor atendeu as minhas grandes expectativas. Mesmo tendo um conteúdo pouco aprofundado que dava enfase as várias, e algumas até diferentes, visões acerca de que se deve ser tido como Justiça, creio que foi de muita valia ter tal visão.
    A estratégia que mais me agradou neste quadrimestre foi a opção pelo revesamento de apresentação entre o professor e os grupos, onde o debate era, geralmente, posto de maneira válida, construtiva e ideal ao aprendizado que se objetiva em uma universidade de ponta, para a melhor construção de ideais de seus alunos.
    Creio que no que tange ao meu desempenho, classifico tal como satisfatório. Estive presente em boa parte das aulas e das apresentações, contribuindo, as vezes, com minhas intervenções sobre os temas e sobre as ideias. O que apreendi neste quadrimestre foi de muitíssima valia para mim e creio que é algo que levarei sempre em minhas análises e pensamentos na vida profissional e acadêmica.

    ResponderExcluir
  98. Creio que a disciplina Teorias da Justiça serviu para desenvolver o lado crítico, a cada aula e cada divergência de pensamentos entre os vários autores, foram me trazendo questionamentos e sempre um impasse. Tenho como conclusão, que somos incapazes de julgar qualquer ação ou pessoa, sem colocar a emoção em jogo, portanto, incapazes de julgar obeservando todos os materias que a justiça exige, e talvez por isso não chegamos a uma verdade.
    Avaliando o método de como a disciplina foi ofertada, eu comparando com a matéria cursada anteriormente "Conhecimento e ´´etica", digo que o blog como principal ferramenta para as atividades é muito importante,pois colocamos nossos pensamentos em exposição assim como podemos obeservar os pensamentos de outros alunos, sendo essa troca de ideia a base para debates, que ao longo do curso foram feitos em sala de aula, e grande direferença esteve nas apresentações que nos forçaram a uma maior participação desses debates.
    Eu só vejo como ponto negativo, ter como trabalho final, a redação de um texto com quantidades mínimas de caracteres. Todavia a materia traga debates,podemos ser obejetivos e muitas vezes claro em um pesamento que não exijam 15 mil toques, e para atender as exigências acabamos por colocar pensamentos destoantes só para preencher espaço.

    ResponderExcluir
  99. Assim como a disciplina cursada no 3º quadrimestre do BCH, Conhecimento e Ética, o curso de Teorias da Justiça superou minhas expectativas e me agregou visões diferentes de algo que é fundamental para a vida dos indivíduos, a liberdade.
    O modelo adotado pelo professor a respeito da divisão dos autores, me agradou, mesmo tendo alguns autores com uma linguagem um pouco mais complicada ou os textos não traduzidos, pude perceber que essas dificuldades não eram mais tão gritantes a ponto de abandonar a leitura, portanto, acredito que meu desempenho intelectual tenha evoluído em relação a matéria de conhecimento e ética.
    Em relação ao material exposto, mais uma vez adorei, pois o blog facilita muito nosso estudo, já que vivemos num mundo totalmente conectado e os prazos foram super bem formulados e facilitadores. Em relação ao seminário, não me agradou muito, pois acredito que em alguns seminários pelo qual você se identificou mais com o autor você tem uma capacidade de discussão maior e uma maior vontade de participar, o mesmo ocorre se você não sofreu uma identificação com o autor, porém ao inverso e o resultado foi que nas aulas de quinta feira não compareciam muitos alunos para fazer a discussão e participar. Assim, ainda prefiro o trabalho com mídias e acessível da disciplina de conhecimento e ética.
    Em relação ao meu desempenho, acredito que consegui evoluir durante ao curso e que essa matéria cursada e os conceitos aprendidos não serão desperdiçados durante a minha vida.
    Assim, finalizo meu ultimo comentário do blog com o sentimento de dever cumprido e com um enorme sentimento de agradecimento pelo professor, pela dedicação e pela excelente ( como sempre) postura adotada em sala de aula e a atença nas detalhadas explicações.

    Atenciosamente,
    Giovanna Rossini
    RA:21072212

    ResponderExcluir
  100. Por ter vindo do bc&t achei a disciplina como um todo bem diferente. O modo de avaliação, os textos e mais textos para ler, os debates em sala de aula. Porém, mesmo com essa diferença toda achei muito interessante os assuntos tratados pela mesma, e a forma dinamica como a aula é dada, e a ideia do blog. Nele podemos não só expor nossas opniões como ler a de colegas de sala afim de agregar mais conhecimento sobre o tema.
    Num geral, gostei bastante da aula e da diciplina.
    Sobre o meu desempenho, acredito que embora tenha atrasado alguns comentários e faltado em algumas aulas, consegui absorver bastante da matéria e sobre os autores.

    ResponderExcluir
  101. Para mim, este método aplicado, tanto em Conhecimento e Ética quanto em Teorias da Justiça, nos permite entrar em contato e, eventualmente, até nos aprofundarmos com diversos autores que versam sobre os diversos assuntos. As aulas nos permitem fazer comparações entre os autores com mais clareza, além de introduzir os assuntos do blog.
    Apesar de não ter cumprido o prazo dos comentários sempre, procurei fazer todos (ainda que em atraso) e ler todos os textos. Creio que consegui absorver bastante da matéria e que os conceitos aprendidos nessa matéria serão úteis em muitas outras.

    ResponderExcluir
  102. Eu já havia apreciado muito a disciplina de Conhecimento e Ética e, após ter contato com a tentativa de aplicação de muitos de seus conceitos na Justiça e no Direito, através dos autores estudados em Teorias da Justiça, percebi como o julgamento de valores certamente não é uma tarefa simples. Contudo, posso afirmar que ao mesmo tempo desenvolvi uma capacidade de fato maior e mais crítica para julgá-los, me afastando assim do "senso comum" de concepções que nos rodeiam.

    Ademais, a maneira como a disciplina é desenvolvida, assim como aconteceu em Conhecimento e Ética - ou seja, através da apresentação dos autores semanalmente - realmente se revelou efetiva para mim. Indo além, Teorias da Justiça acrescentou mais pontos positivos à didática: sugeriu que na semana de cada autor, uma aula expositiva fosse realizada pelo professor, e um debate fosse realizado pelos alunos, sob a forma de uma espécie de "seminário informal", portanto sem as exigências de sua estrutura tradicional. Isso tornou as aulas ainda mais cativantes - a partir do momento em que as opiniões e perspectivas dos alunos puderam ser expostas e debatidas, mediadas e direcionadas pelo apoio do Professor. Sem falar na organização dos autores entre blocos de pensamento - os liberais e os comunitaristas -, modelo que realmente auxiliou a "solidificação" mais eficaz dos conteúdos, ao invés do que teria ocorrido se os autores fossem apresentados aleatoriamente, sem uma disposição previamente elaborada.

    Como adendo, vale ressaltar a capacidade marcante do Professor em apresentar de maneira compreensível os densos conteúdos dos teóricos das teorias da Justiça, considerando o fato de que todo e qualquer debate filosófico sempre carrega importantes dificuldades de exposição, inter-relação e, notoriamente, compreensão.

    Sendo assim, apesar de ser uma disciplina efetivamente densa e que demandou considerável dedicação, eu a julgo como essencial para a formação ética e jurídica de qualquer pessoa, seja estudante de cursos relacionados à humanidades ou à tecnologias. E isso ressalta-se pela eficiente estratégia do Professor que demandou que a toda semana que um autor fosse estudado, um texto devesse ser escrito em relação às interpretações que cada um teve acerca das ideias de cada autor. Dessa maneira, conjuntamente com os debates realizados em sala de aula, o Professor tornou a disciplina consideravelmente mais interessante e, em certa maneira - como infelizmente acontece com algumas disciplinas, especialmente as relacionadas às humanidades - menos "negligenciável".

    Quanto ao meu desempenho, acredito que fui capaz de absorver muito do conteúdo apresentado - embora, infelizmente, nem sempre através das aulas, mas sim dos textos e videos disponibilizados. Embora eu não tenha atendido à todas as aulas, apreciei profundamente as semanas que fui, e de fato elogio fortemente o método utilizado pelo professor, assim como o engajamento notável de uma boa parte dos alunos que participavam dos debates. Arrependo-me de não ter ido à todas as aulas, e se possível, indicarei fortemente aos meus colegas que a cursarão no futuro, que não deixem de comparecer e participar das aulas. Elas foram facilmente as melhores aulas que compareci no quadrimestre.

    Por fim, me dediquei aos comentários de todos os autores, ao debate realizado pelo meu grupo e ao trabalho (paper) final também, e como demonstrado, não me arrependo de nenhum esforço e horas dedicadas. Faria tudo de novo, com exceção de que compareceria à todas as aulas.

    Dessa maneira, julgo impecável a condução da disciplina Teorias da Justiça pelo Professor, e espero que o mesmo ainda possa ministrar mais disciplinas da mesma área futuramente, na nossa Universidade.

    Muito Obrigada,
    Camila Piaceteli
    RA 21019412



    ResponderExcluir
  103. Tenho uma visão bastante positiva sobre o curso e a maneira da qual ele foi ministrado. Gostei muito da utilização do blog, possui uma ótima organização com os materiais já disponíveis para a consulta, e uma ótima ferramente didática para a avaliação dos alunos.
    Os materiais didáticos disponiveis eram todos muito bons, proporcionavam uma fácil leitura e compreensão dos textos e temas que seriam discutidos. Para mim as aulas e o conhecimento do professor foram essenciais para uma melhor compreensão e discussão dos temas.
    Gostei muito da forma de avaliação escolhida, principalmente a liberdade para apresentarmos o trabalho em grupo e desenvolver um debate em sala.
    No mais, acredito que meu desempenho seja também positivo, pois consegui absorver muito do conteúdo e refletir fora da sala de aula sobre os temas propostos para discussão. Além de ter me dedicado a cumprir com todas as atividades que foram propostas.
    Agradeço a atenção do professor durante o quadrimestre, e por ministrar ótimas aulas, nos transferindo os conhecimentos que possui.

    Ellen Cristine Aparecida Sales - RA 21021712

    ResponderExcluir
  104. Olá Professor
    Considero que Teorias da Justiça foi uma das poucas disciplinas cursadas no BCH que realmente casou algum desconforto nos meus ideias, o que acredito ser muito positivo. A estrutura do curso esta muito boa, a medida que começa com os liberais ( o que vivemos), indo para os comunitaristas, que podem ser colocados em categorias de reais e utópicos, e a introdução do Amartya Sen foi muito legal, mais precisa ser aprofundada.
    Gostei bastante das apresentações, a exposição livre e com debates é muito boa por fazer com que as pessoas tenham criatividade de propor o debate. Como é um tema que particularmente me agrada muito, por mais que tido dificuldade na leitura dos textos e de manter os comentários em dia, considero que a minha participação foi ativa.
    O curso tinha uma carga de leitura pesada, mas a mescla com os vídeos ajudava muito. Os autores que mais gostei foram o Nozick e o Habermas, por terem sido os que mais tiraram o meus estado de conforto.
    Por fim, parabenizo o professor pela organização do curso, que segue uma coerência lógica muito boa, e pela autonomia de sempre que dá aos estudantes.

    Abraços
    Natasha Almeida
    RA: 21078612
    Email: natashaalmeidamacedo@gmail.com

    ResponderExcluir
  105. Esta foi a segunda matéria que tive com o senhor e foi de maior dificuldade para assimilação, ao contrário de Conhecimento e Ética que aparentou ser de mais fácil aprendizado. Novamente o problema principal foi a entrega dos comentários fora do período estipulado e acredito que poderia ter me empenhado mais.
    A leitura e compreensão dos textos exigiram muito tempo e dedicação mas a vantagem foi termos representantes vivos tanto dos comunitaristas quanto dos liberais. Isto facilitou a maior presença de materiais como vídeos e entrevistas com os autores.
    Como já experimentado anteriormente, a didática continua elogiável nesta aula. O diferencial que me agradou foi a exposição dos seminários e os debates decorrentes destes. Muito enriquecedores e tornou menos complicado o aprendizado dos filósofos (em especial o que mais me marcou foi o sobre Sandel). A liberdade para discussão foi um ótimo ponto positivo e essencial para o andamento da aula, considerando que a limitação a uma aula com apenas slides não ajudaria em nada na absorção do conteúdo. Além disso, agradeço a manutenção do paper individual.

    ResponderExcluir
  106. Olá, professor. Gostei bastante da abordagem diferenciada que o senhor nos ofereceu. Talvez seja a que me adaptei melhor na universidade, afinal ela permite que nós possamos fazer o nosso melhor, sem estar sob pressão em um ou dois dias do quadrimestre. Avaliação é contínua e a evolução também. Fica meus verdadeiros parabéns pela iniciativa. Da mesma forma que o senhor comenta que professores mais jovens as vezes deixam de tentar inovar, por medo da repercussão que isso pode ter, existem os mais velhos que tem muito medo de arriscar, evitando "manchas" no fim de carreira. O senhor muito pelo contrário, tentou inovar e ao que me parece conseguiu um bom resultado.

    O curso é realmente bastante trabalhoso, e no meu caso, me pareceu mais trabalhoso do que em métodos ditos convencionais. Gostei do espaço para discussão em classe, mesmo sem eu ter participado diretamente delas, gosto bastante. Cada vez menos temos este tipo de espaço na universidade.

    Encontrei dificuldades de adaptação no começo e bem por isso, acabei não desenvolvendo uns dos comentários que deixei para trás. Também não consegui realizar os comentários em dia, e meu ritmo de leitura acabou sendo com uma semana de atraso. Se existe alguma crítica, diria que talvez fosse melhor trabalhar um número menor de autores, ou fazer o que foi realizado nesta última semana, quando o senhor somente "comentou" Amartya Sen - encaixando ele na “semana” de outro autor. Eu até me arrisco a sugerir que o senhor possa fazer isso, por exemplo, com Sandel - encaixando este autor na semana de Taylor, talvez. De resto, parabéns professor!

    ResponderExcluir
  107. Gostei muito dessa disciplina, cada autor apresenta suas ideias de modo tão conciso que eu fui sendo atraída cada vez que conhecia um novo, e o incrível é que na maioria das vezes as ideias eram totalmente opostas!
    Fico impressionada com o poder da filosofia de nos seduzir, com seus argumentos, sua força explicativa (ou não rs), enfim, com as suas aulas professor! Agradeço muito todo o seu esforço para facilitar a absorção dos pesadíssimos conteúdos, em, de fato, ser professor e se preocupar com o nosso aprendizado real, com o entendimento que nós alunos estamos ou não tendo e, sobretudo, pela sua capacidade em aguçar em nós alunos o espírito crítico, através do debate e do contato com problemas reais, palpáveis e que materializam o conteúdo que aprendemos.
    Fiz conhecimento e ética com o senhor no quadrimestre passado e, sem dúvidas, considero a disciplina de teorias da justiça mais densa e exigente.
    Não consegui realizar todos os comentários nos prazos estipulados, pois a leitura estava realmente pesada e complexa. Mas, no geral, acredito que tive um bom desempenho, considerando a 'correria' que foi este quadrimestre e o volume de leitura que tive.
    Agradeço e parabenizo o senhor por este curso! Obrigada!

    ResponderExcluir
  108. Auto avaliação da disciplina teoria da Justiça

    A matéria teoria da justiça a qual tivemos neste quadrimestre foi de suma importância para o meu aprendizado na questão do liberalismo e nas suas diversas formas de ser visto. Foi a matéria a qual eu gostei mais de participar e aprender devido a metodologia dos debates, discussões e grande esclarecimento dos conhecimentos que foram passados no momento inicial de estudo de cada autor. Meus conhecimentos foram registrados nos comentários e, portanto me privarei aqui de falar sobre o que eu senti,observei e tanto as minhas reflexões da aula e da dinâmica que tivemos.Uma pena eu ter chegado atrasada na classe devido a questões de trabalho e perdi grande parte dos ensinamentos e debates de grandes autores em questão . Autores fundamentais como John Rawls foram aplamente comentados durante todos os debates e infelizmente não pude ter a oportunidade de estuda-lo mais afundo.Me dediquei muito na matéria e tenho uma vasta carga de anotações e reflexões dos autores que foram passados.
    A maneira como o professor Peluso nos incita a discussão trazendo uma temática atual das diversas formas de direito e justiça deveria ser empregada por outros professores de outras matérias. Além da liberdade que temos para expormos nossas ideias e duvidas tivemos ainda mais pensamentos de outros alunos mais maduros intelectualmente que tiveram mais contanto com os autores do que eu, por exemplo, estes ajudaram ainda mais na riqueza das aulas de teoria da Justiça. Acho que sua dinâmica e metodologia inspirou muito minha admiração na maneira como ensinar e expor os conhecimentos. Foi a matéria que apreciei mais em realizar e gostaria ainda de sempre ler os matérias indicados pelo professor. Os alunos ainda tiveram papel fundamental na riqueza das aulas trazendo questões importantes e atuais de nossas situações cotidianos dentro da universidade e tanto fora dela. Política, educação, aspectos sociais, morais e culturais foram abordados de diversas maneiras o que nos levava a pensar tanto como conjunto como indivíduos particulares inseridos em diversos contextos. A mudança de opinião de muitos alunos em diversos debates foi, em minha opinião, o que mais nos mostra como a maneira de pensar levando em consideração os conhecimentos adquiridos é de importância vital para a nosso amadurecimento tanto social como intelectual. Agradeço ao prof Peluso pelo empenho que o senhor nos mostrou e também a atenção que nos deu. Espero sempre ler seus trabalhos e gostaria de ter cursado outras matérias com o senhor e ter cursado a matéria teoria da justiça por completo.Obrigada por tudo!

    Juliana Pires de Moura RA 21021912
    jpiresmoura13@gmail.com

    ResponderExcluir
  109. No quadrimestre passado cursei a disciplina de Conhecimento e Ética e havia comentado na avaliação da matéria que os alunos poderiam ter participado mais das aulas. Acredito que nesse quadrimestre me surpreendi, pois a mudança foi exatamente essa. Os alunos foram divididos em grupos onde cada um iria trabalhar um autor e a cada aula aconteceriam apresentações. Dessa forma eu acredito que a participação foi altíssima e por isso avalio de uma maneira positiva essa disciplina. O modelo do blog + aula ajuda muito no aprendizado, pois para poder comentar o aluno deve ler o conteúdo. Esse é um método que me ajuda muito, pois mesmo não conseguindo sempre cumprir os prazos, eu sempre leio o conteúdo e faço os comentários. Não sei se conseguirei cursar outra disciplina com o senhor, por isso agradeço pelas ótimas aulas e por sua preocupação em sempre querer saber o que achamos sobre o seu método.

    ResponderExcluir
  110. Esta disciplina me satisfez bastante, apesar de introduzir mais perguntas insolucionáveis, em especial esta: "como solucionar o problema do relativismo cultural das sociedades pós moderna", mas gostei de como as aulas foram ministradas e sobretudo dos debates, que ajudam a desenvolver as teorias. Achei muitas vezes inacessível os textos dos autores, pela disponibilidade ou por estar em inglês devido a profundidade dos textos.
    Fico feliz de ter cursado o BCH, porque descobri certa paixão pela filosofia, apesar de querer fazer economia, e esta é uma das minhas certezas de que fiz bem ao entrar na UFABC.
    O curso exige muito, em termos de leituras, se você realmente quer aproveitá-lo bastante.
    Acredito que a disciplina é muito válida, sobretudo, para o BCH, só não posso dizer se os autores são os ideias pois não conheço os outros, mas há como se ter boas discussões sobre o tema, através destes autores.
    Os colegas foram satisfatoriamente bem nas discussões, o único problema é não conseguir ter um bom entendimento do autor por não dar tempo de ler, mas a aula introdutório antes do debate é bastante válida, no entanto, não necessariamente condiciona um bom debate, tem que ler o texto para conseguir provocar um debate interessante.
    Não tenho uma solução pronta de como melhorar o desempenho desta disciplina, mas talvez a discussão em grupos menores seja uma ideia válida, porque o debate sempre é bem fomentado, mas não são todas as pessoas que participam, geralmente o debate se concentra em 3 ou 4 pessoas.
    Minha dedicação nesta disciplina foi bem satisfatório, tendo em vista que sempre li sobre os autores por mais que não seja na íntegra ou não seja propriamente o texto do autor, mas certamente um pouco distante do ideal.
    Obrigado por ter ministrado esta disciplina.

    ResponderExcluir
  111. Oi Professor! Primeiramente, como já dito, é sempre um prazer cursar uma disciplina com o senhor. Gosto muito da ideia do blog ao invés dos padrões comuns de avaliação. Além disso, gostei muito da didática diferenciada desta disciplina, no formato "aula-seminário", tornou o aprendizado mais fácil e tornava mais palpável a percepção do assunto.
    Minha grande dificuldade foi com a densidade e ideias dos textos propostos para esta disciplina, o que fez com que eu me atrapalhasse e me atrasasse na postagem de comentários ou nas aulas, requerendo um grande esforço de minha parte. Mas todo aprendizado foi válido! Assim como em Conhecimento e Ética, esta disciplina agregou muito conhecimento a minha vida acadêmica e mudou o modo como eu enxergava o mundo. Agradeço demais por isso e desejo ter mais e mais matérias com o senhor, professor!

    ResponderExcluir
  112. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  113. Boa noite a todos e espero que estejam todos num ótimo recesso.

    Ao cumprir a terefa de avaliar o curso de Teorias da Justiça ministrado pelo Professor Peluso, não poderia de deixar explicita a minha gratidão pela forma de abordagem dos autores, pelas discussões proporcionadas, bem como pela coerência intelectual visível na sala de aula.
    Assim, não só os seminários, mas também a sua forma de avaliação em blog dinâmica, a criação do artigo colaboraram para a minha já notada ligação com o tema, em vista do meu desejo de cursar Direito. Deixei, assim, para avaliar o curso em seu término para ter maiores embasamentos. Não há o que dizer além de muito obrigada pela oportunidade. Seu curso ajudou-me mais do que em termos morais, mas em continuar com o meu interesse pessoal pela Filosofia e também pelo Direito.
    Com relação a participação da sala de aula, eu, com meu método participativo, pude perceber o quão o tema de justiça causa inquietações no grupo. Além disso, como de costume, a participação da sala foi razoável nos desenvolvimento do curso, melhorando no decorrer dele.

    ResponderExcluir
  114. O curso, na minha opinião, foi ministrado de uma forma muito boa, as aulas expositivas seguidas das aulas com debate levado pelos grupos foi um diferencial que trouxe grande aproveitamento, pelo menos para mim, pois o debate sempre esclarecia qualquer dúvida que ficasse após as aulas expositivas. o Blog assim como na matéria anterior, de Conhecimento e Ética, foi de grande ajuda para aprendizado e como ferramenta de pesquisa.

    De um modo geral, considero o curso extremamente proveitoso e não mudaria nada nas aulas.

    ResponderExcluir
  115. O curso, por mais uma vez me impressionou (assim como foi em conhecimento e ética). As teorias abordadas sempre pareciam certas, até a próxima semana chegar, e, junto à ela, vir um novo autor e dar uma visão muito mais "correta". A ideia de fazer da 3ª feira um dia mais "teórico" e apresentar fatos e exemplos para debates na 5ª feira, além de tornar a aula mais dinâmica, acaba por fixar mais o conteúdo. O blog, assim como foi em conhecimento e ética, é uma ótima ferramenta tanto para divulgação de links com os textos dos autores, como para praticar quando comentamos sobre os mesmos, ajudando a, novamente, fixar mais o conteúdo.

    ResponderExcluir
  116. Boa noite professor,

    Essa matéria foi uma das mais interessantes neste quadrimestre, porém, em contrapartida, foi a mais trabalhosa. E com esse comentário faço a primeira crítica: penso que não foi respeitado o TPI, tanto pela carga de leitura como pela dificuldade dos textos.
    Imagino que isso se explica pelo conteúdo desta matéria ser denso e pela dificuldade encontrada em se adequar o programa a um curto espaço de tempo. Gostei da didática e dos seminários, que acrescentaram bastante às aulas e discussões.
    E quanto ao meu esforço, acredito que tenha me esforçado bastante, embora não acredite que tenha sido o suficiente, principalmente ao final do quadrimestre.
    Obrigada por ter ministrado esta disciplina e até mais.

    ResponderExcluir
  117. O curso de uma maneira geral foi parecido com conhecimento e ética, exceto pelos seminários, que em minha opinião contribuíram bastante para a compreensão dos temas solicitados.
    Acredito que esta disciplina foi um pouco trabalhosa, devido à complexidade dos temas e a carga de leitura. Em relação às aulas acho que não há o que mudar, gostei da ideia de colocar a parte teórica na terça feira e os seminários/debate na quinta.
    Acho que poderia ter me organizado melhor no que diz respeito aos comentários no blog, mas acredito que isso não tenha atrapalhado meu desempenho.

    ResponderExcluir
  118. Bom professor, sobre o programa da disciplina de início me pareceu horrível. Mas só de início. Durante o curso, estudando diferentes autores do pensamento liberal, pude enxergar diferentes formas de se entender o liberalismo. Um enriquecimento teórico que me acompanhará pelo resto da vida.

    Gostei muito da forma como o curso de desenvolve também. A forma com que os autores vão fazendo críticas uns aos outros, nos dá ao fim do curso, uma visão ampla da sociedade liberal e seus problemas. Mas também suas vantagens.

    Quanto a minha avaliação, julgo que saio do curso tendo aprendido muito mais do que achei que poderia aprender. Agreguei um conhecimento que com certeza irá me ajudar a entender a realidade da sociedade. Porém, não compareci à muitas aulas e fiz os comentários um tanto atrasados.

    Gostaria de agradecer ao senhor pelo curso, ainda assim. Como em ética, foi um ótimo curso.

    ResponderExcluir
  119. Desde o início da disciplina "Teorias da Justiça" senti que minhas expectativas com relação ao assunto estavam sendo atendidas. Assim como foi em Ética e Conhecimento, o modelo de avaliação que o senhor propõe me agrada bastante, apesar de ter me desorganizado nos comentários e deixado alguns por fazer, uma vez que nos deixa livres para adquirir o conhecimento e estudo dos temas no nosso ritmo, além de nos permitir produzir textos e comentários livres sobre o assunto. Considero que meus conhecimentos adquiridos e meu desempenho na disciplina vieram, principalmente, das aulas e dos debates em sala de aula. Os textos serviam apenas para reforçar algumas ideias e ajudar a entender as demais que não eram vistas em detalhes durante a aula.
    Os debates em sala de aula, como já era de se esperar, foram bastante interessantes e satisfatórios, uma vez que os alunos tiveram liberdade para colocar seus pontos de vista em pauta sempre que quiserem e tem quantas réplicas achar necessário para defendê-lo.
    Ao terminar o curso, saio com inúmeras questões novas, além de ter pago um preço alto pelo conhecimento adquirido em Teorias da Justiça. Creio que, a partir daqui, nunca mais agirei e participarei de minha comunidade e sociedade da mesma forma que antes fazia.

    ResponderExcluir
  120. Já tinha cursado Conhecimento e Ética com o senhor, e gostei muito de como o curso era oferecido, o metodo de avaliação feito pelos comentarios, paper e participação contribuiu bastante para o meu aprendizado. E não foi diferente com Teorias da Justiça. Gostei muito do curso, e tentei ao maximo colocar os comentarios em dia, não consegui fazer todos porque não senti que tinha fixado o assunto a ponto de apresentar os meus comentarios no blog. Eu poderia ter me dedicado mais, porem, mesmo com pouca dedicação, consegui acrescentar muita coisa no meu conhecimento.
    Obrigado professor pelas aulas.
    Ate mais


    Camila D'Angio Guanabara
    RA: 21080712
    camiladangio@gmail.com

    ResponderExcluir
  121. O curso de Teorias da Justiça me estimulou a estudar e me preocupar mais com as relações políticas que ocorrem nas esferas de poder. Gostei dos autores estudados, pois deram um panorama geral dos pensadores da área de Justiça.
    Acredito que em relação ao curso de Conhecimento e Ética, a quantidade de comentários no blog tenha diminuído - algo que acredito que tenha sido muito bom, pois há mais tempo para se pensar em antes de tecer qualquer comentário. Em contrapartida, acredito que o senhor não tenha respeitado - talvez a risca - o TPI, leituras com páginas que, se formos ler atentamente, irá ultrapassar a carga horária semanal de estudo. Isso é prejudicial não só a sua matéria, mas como todas as outras cursadas durante esse quadrimestre.
    Esse formato de uma aula expor o autor e na seguinte ocorrer o debate também achei bem interessante, pois os colegas trouxeram pontos do qual eu não havia parado para pensar após as leituras.
    Acredito que eu tenha conseguido aproveitar o curso e dou meus agradecimentos pelas aulas, foram estimulantes e esclarecedoras!
    Até mais.

    ResponderExcluir
  122. Considero o curso de Teorias da Justiça um dos mais importantes dentre aqueles que foram apresentados aos alunos na grade básica do BCH. O contato com diferentes autores, e com diferentes idéias, faz com que o aluno passe a ter uma visão de Justiça, de Estado, de Liberdade, e de Convivência, totalmente diferente de quando iniciou o curso.

    ResponderExcluir
  123. A maneira que a disciplina foi ministrada foi bem interessante, a liberdade para ler vários textos, ter contato com a opinião do professor e dos colegas de classe é bem interessante, como a quantidade de conteúdo é imensa, ter contato com várias opinião ajuda a assimilar a matéria.
    Eu pessoalmente, não li todos os texto, infelizmente não tive tempo, mas li pelo menos um pouco de cada tema, fiz todos os comentários, mesmo com dúvida se estavam certos ou não, tenho certeza que aprendi muito nesse quadrimestre, essa liberdade de pensamento faz muito bem.

    ResponderExcluir
  124. Gostei muito desta disciplina. O fato de discutirmos os autores com toda a sala de forma a expormos nossas opiniões, nossas dúvidas, a aplicabilidade de cada assunto foi muito instrutiva. O curso é muito prático por fazer-nos entender de que forma cada autor dá sua concepção de justiça e que vertente nos identificamos mais.
    Eu entreguei meus comentários com um certo atraso, mas acredito ter aprendido bastante nesta disciplina, principalmente com os seminários de meus colegas, e com as discussões.

    ResponderExcluir
  125. Me encantei com essa disciplina, tinha algumas noções de teorias da justiça, mas detinha, muita curiosidade sobre o assunto, ao me deparar com alguns teóricos como Taylor, Sandel, passei a aprofundar meus estudos nessa área, pois, pretendo seguir estudando filosofia, e estes dois filósofos em especial, se encaixaram no que eu venho buscando, em relação ao modo em que ela foi lecionada, me agradou muito, as aulas se devam de forma que um dia era ministrada teoria, e na segunda aula da semana um debate sobre o assunto, assim ficou muito mais fácil desenvolver e entender as idéias de cada autor.

    João Lucas

    ResponderExcluir
  126. Novamente, uma disciplina interessante marcada principalmente por seus debates introduzindo o que há de mais atual e significativo no tema. Teorias da Justica foi, para mim, uma das matérias que mais despertou meu interesse, uma vez que tenho inclinacões fortes a filosofia e também ao direito e, trabalhar com autores tais quais Isaiah Berlin, Charles Taylos e Kelsen (meus favoritos nesta matéria) por exemplo foi com certeza uma experiência enriquecedora que contribuiu com mais visões elaboradas acerca dos indivíduos e todo um funcionamento da sociedade.
    Para mim, a disciplina foi conduzida de forma satisfatória, com a divisão entre aulas expositivas e aulas para discussão/apresentação sendo bem produtiva, ainda que minha crítica mais contundente a disciplina foi que, muitas vezes nas aulas expositivas, as discussões entre o senhor e o pedro acabaram por introduzir muitos conceitos e autores não abordados e trabalhados no curso confundindo a interpretacão sobre determinado pensamento, além de parecer que estas muitas vezes estas discussões e o fruto delas destoava e também se contrapunha a matéria proposta.
    Ainda sim, consegui absorver os principais conceitos e fundamentos das idéias dos autores através da leitura do texto proposto e materiais complementares, porém este quadrimestre em específico tive dificuldades por alguns problemas pessoais em acompanhar o ritmo das datas previstas de entrega de comentários, mas fora isso, também vejo meu desempenho, ainda que atuando como espectador na maioria das aulas, um desempenho condizente com o que seria esperado de um aluno.

    ResponderExcluir
  127. A disciplina de Teorias da Justiça, para mim, foi uma das mais difíceis até agora no BC&H, tanto pela dificuldade natural que tenho com a área da Filosofia, quanto pela pluralidade de teorias e autores estudados e o nível dos textos lidos. Mais uma vez, esse percurso foi facilitado pela ótima didática e a facilidade com que o professor tem em transmitir o conhecimento aos alunos.

    Dentre os autores estudados, aquele que me prendeu mais a atenção e a curiosidade foi Hans Kelsen, talvez justamente por se atar a uma teoria mais interpretativa da realidade em si e não tão propor uma teoria tão abstrata quanto os outros autores.

    Foi um curso de fato bastante enriquecedor, bem como perturbador no sentido de que, conforme mencionado no começo do curso, a nossa geração conviverá com o desafio de saber lidar com a questão da justiça, posto que as teorias até então nos colocam em dilema constantemente.

    Por fim, agradeço mais uma vez pelo extraordinário curso ministrado pelo professor Peluso.

    Camila Almeida A. de Souza
    ccamila@aluno.ufabc.edu.br

    ResponderExcluir
  128. Não é a primeira vez que tenho uma matéria com o senhor, foi igualmente muito satisfatória, a primeira matéria que cursei foi conhecimento e ética, e a única mudança que notei foi para melhor, foi a forma como foram apresentados os trabalhos, em forma de seminário, assim pelo menos para mim a absorção de conteúdos foi muito maior, e não entrou na forma de aula que eu menos faço questão de estar presente: O monólogo .
    Mesmo quando inevitavelmente havia somente o senhor falando, a aula não era cansativa, e sim muito interessante, lembro-me perfeitamente do dia em que devido a uma discussão sobre o projeto pedagógico da universidade, sobraram apenas cerca de 15 minutos para o conteúdo ser apresentado, e o senhor apresentou o conteúdo com uma excelência que pessoas que me deram aula esse quadrimestre não alcançariam nem se tivessem 12 horas a sua disposição, e essa além da matéria aprendida é uma experiência daquelas que jamais esquecerei.
    Assim como quadrimestre passado, apenas publiquei os comentários aproximadamente de 3 em 3, pois eu tive o costume de ler os conteúdos propostos através do celular e anotar no caderno porque digitar textos relativamente grandes em teclados pequenos sempre me pareceu bem desconfortável, espero que não haja problema que eu tenha usado esse método, assim como quadrimestre passado gostei da ideia do blog, me ajudou muito, e das formas de avaliação, das aulas não tenho nem palavras, aulas realmente ótimas, nesses meses as duas horas em que eu passava dentro de sala de aula com o senhor dando aula eram muito boas e produtivas, e marcaram bem esse quadrimestre pois a grande maioria das outras aulas eu contava os minutos para poder ir embora, as aulas eram realmente cansativas, lembro de ter ficado mais feliz no final de algumas aulas do que quando meu time foi campeão da copa libertadores da América na minha infância, enfim, só tenho a agradecer com relação ao curso, e parabenizar o senhor por tudo, muito obrigado.
    Quanto a mim, me esforcei muito para aproveitar ao máximo todos os conteúdos apresentados e aumentar meu ritmo de estudos, pois só comecei a ter o hábito de estudar depois de ter ingressado na UFABC, definitivamente não fui a personificação de disciplina ou da excelência, mas realmente reforcei minha noção do que é o prazer pelo estudo, e progredi no sentido de intensificar minha rotina de estudos, espero que meu desempenho tenha sido bom.
    Lucas Carvalho Davanso

    ResponderExcluir
  129. Boa tarde, professor.

    Confesso que essa era uma das disciplinas mais esperadas por mim desde que conheci o projeto pedagógico. Chegando ao fim, posso dizer que ela atendeu às minhas expectativas.

    A utilização do blog e de diferentes materiais continuam sendo um dos pontos mais positivos do curso, além do benefício trazido com a proposta de realização de comentários sobre cada um dos temas, exigindo uma reflexão ainda maior acerca deles. Nessa avaliação, ressalto novamente a falta que senti de um feedback para os comentários elaborados. Não desconsidero a imensa dificuldade de responder a todos eles em cada um dos temas e sei que toda estratégia apresenta um ponto negativo, por melhor que seja. Do mesmo modo que o correu em Conhecimento e É tica, às vezes, me senti insegura em relação ao que escrevia, pois não sabia se estava compreendendo as informações corretamente.

    Apesar de ter gostado muito do curso de C&E, creio que Teorias da Justiça tenha se desenvolvido mais dinamicamente, certamente devido à estratégia adotada de realizar seminários semanalmente. Os debates e apresentações trazidos auxiliaram bastante no entendimento e na fixação de tantos conceitos trabalhados.

    O curso é muito pesado, com cargas de leitura intensas e difíceis, pelo menos para mim, que nunca havia tido contato com nenhum dos autores estudados, mas extremamente interessante. Justamente por esse fato (de não conhecer absolutamente nada sobre o tema antes de iniciar a disciplina), julgo que meu desempenho tenha sido muito satisfatório. Acho que a disciplina cumpriu com seu objetivo, que a meu ver é dar uma visão geral acerca dos debates sobre teorias da justiça ao longo do tempo. Tentei ler, desde o início, todos os textos propostos, além de estudar os outros materiais disponibilizados. Apesar de não ter conseguido efetuar todas as tarefas dentro dos prazos propostos, consegui realizar todas elas. Gostaria de ter me aprofundado mais em alguns temas, o que não foi possível (acho que já estou me conformando que isso talvez seja parte da própria dinâmica sistemática da universidade).

    Por fim, gostaria de agradecer mais uma vez pelo excelente quadrimestre, professor. Foi um prazer muito grande participar de mais uma disciplina ministrada pelo senhor!

    Bom recesso!
    Att.,

    Danielle Bello
    RA: 21022112

    ResponderExcluir
  130. Gostei bastante da forma como foi ministrada a disciplina ao longo do quadrimestre, mantendo o bom nível de Conhecimento e Ética no último quadrimestre. Sou grande fã da possibilidade de postar comentários no blog por achar uma melhor ferramenta avaliativa. Além disso, a possibilidade de deixar o paper final mais específico (sobre um autor ou uma corrente) foi extremamente feliz para mim, pois ficou mais prazeroso faze-lo.

    Apesar de ter achado mais complicado ter ficado em dia com os comentários, tentei me manter o mais motivado possível com a matéria, embora eu não tenha me sentido animado para os seminários da forma como foi feito.

    ResponderExcluir
  131. Caro professor,

    A disciplina foi ótima. Superou minhas expectativas, assim como a matéria de Conhecimento e Ética do quadrimestre passado.

    Quanto ao blog, acho uma ótima ferramenta. É de muito fácil acesso e os conteúdos estão disponibilizados de forma fácil e também a disciplina está planejada de uma maneira muito boa. Mas acredito que o Blog está muito pesado, com a grande quantidade de conteúdos postados pelos diversos alunos, o blog ficou um pouco sobrecarregado e pesado (Não em conteúdo, mas sim na hora de carregar as páginas ou mesmo nas horas de postar os textos).

    Quanto ao conteúdo literário, achei muito bom, mas também achei que me sobrecarregou. Achei os tempos muito extensos e alguns de difícil compreensão. Eu passei muito mais do que o TPI proposto nessa matéria. Ler cada texto, pensar sobre a ideia do autor e elaborar um texto toda semana, é bem complicado. Também achei que foi a matéria mais pesada do quadrimestre. Mas agradeço a compreensão do professor em deixar mais flexível as datas, esse foi um diferencial muito bom!

    Eu achei que nessa disciplina eu e meus colegas de classe nos interessamos mais do que no quadrimestre passado. Eu gostei muito de como foi realizado os seminários, fogem um pouco dos padrões aos quais eu sou obrigado a fazer em outras matérias. Eu me dediquei bastante e dessa vez consegui fazer tudo o que foi proposto na matéria.

    Obrigado Professor,

    João Paulo Silva de Oliveira
    RA: 21074012
    E-mail: jpso_93@hotmail.com

    ResponderExcluir
  132. A disciplina foi interessante, apesar de minha relutância no primeiro contato com o programa sugerido. Confesso que os autores, em suas descrições gerais na apresentação do curso, em sua maioria não me agradaram. Creio que a lógica de se investigar as teorias derivadas e atuantes do modelo de sociedade dominante -- e não mais desenvolvida, pois discordo de indicadores mais convencionais que provam essa lógica desenvolvimentista -- é um tanto quanto óbvia, ainda mais para estudantes que ainda irão integrar essa dinâmica social contemporânea. Mas minha relutância se originou exatamente desse movimento. Em nossas vidas vemos inúmeras ocasionalidades que constatamos como sendo "injustiças" -- desde desigualdades diversas e preponderâncias de minorias abastadas --, que nos fazem refletir: aqueles que já estão numa posição vantajosa nessa relação podem entender e ditar o que é justiça àqueles que não estão? Bom, tudo depende exatamente dessa ótica que usamos ao pensar nisso, e principalmente ser receptivo a multilateralidade de concepções de mundo.
    De certa forma, foi exatamente isso que boa parte do curso me ofereceu, já realmente me esforcei pra ser receptivo nesses sentidos. E de fato eu consegui selecionar conteúdos que foram agregadores -- como também alguns que me fizeram reforçar críticas ainda mais efusivas. E colocando exatamente por esse viés -- numa balança geral que venceu meu descontentamento inicial -- achei o curso muito produtivo e com conteúdos bons, principalmente por, em grande parte, contraporem aspectos de teorias de minha preferência. Isso, quando utilizado seriamente, tende a incrementar nossas vidas acadêmicas.
    Quanto a metodologia de aplicação de atividades, em suma muito boaa e simples, já que também estava acostumado por ter cursado outra disciplina com quase o mesmo método, tendo como diferencial (positivo) por ter uma apresentação/discussão em seminários em grupos sobre os autores. A achei bem mais interessante.
    Por fim, minha participação sempre se deu através das aulas expositivas, onde eu costumei participar sempre que presente, e n@s leituras/comentários -- @s quais fiz todos. Tendo isso em vista, considero meu desempenho positivo e dedicado.

    Obrigado e até.

    Rafael Akio de Miranda Pinto (21066412)

    ResponderExcluir
  133. Boa tarde Professor!

    No quadrimestre passado cursei Conhecimento e Ética com você, e posso afirmar que até o momento não encontrei na Universidade uma forma de avaliação que eu considere tão boa quanto a sua.
    Apesar da minha dificuldade de conciliar meu tempo entre a faculdade e o trabalho, eu vejo essa forma de avaliação uma das únicas que realmente me envolva. Eu sou extremamente a favor dessa avaliação contínua.E uma das coisas que me agrada ainda mais é o fato de você disponibilizar todo o material necessário aqui no blog.
    Os temas abordados em Teorias da Justiça me despertaram um enorme interesse, porém a falta de tempo/desorganização não me permitiram que o meu contato fosse tão grande quanto eu gostaria.
    O seminário também foi uma ótima experiência, a liberdade que tivemos para abordar o assunto junto com a grande participação dos meus colegas fizeram com que fosse ainda mais significativo.
    Espero ainda poder cursar outras matérias com você!

    Obrigada

    Marina Müller Gonçalves

    ResponderExcluir
  134. Olá professor,

    Primeiramente, devo dizer que disciplina Teorias da Justiça possui um conteúdo extenso e, consequentemente, como a maioria dos alunos relatou, exigiu uma carga de leitura pesada e com certo grau de dificuldade. Por outro lado, esta disciplina me surpreendeu no sentido de que em tão pouco tempo - como disponibilizado pelo sistema quadrimestral - diversos autores até então desconhecidos por mim puderam ser abordados de maneira clara e coerente. A disposição de autores proposta pelo programa do curso permitiu um acompanhamento adequado de suas ideias e progressos nas teorias da justiça. Como já experimentado anteriormente na disciplina de Conhecimento e Ética, a ferramenta avaliativa fornecida pelo blog mostrou-se eficiente, embora eu tenha notado certa desorganização em relação ao layout da página se comparado ao da outra disciplina. Quanto ao método da aula, achei bastante interessante terem sido divididas entre aulas expositivas e seminários dos alunos, pois possibilitaram a apresentação prévia do autor pelo professor e a participação efetiva de nós alunos ao mobilizarmos discussões através da apresentação dos autores propostos, facilitando o entendimento das teorias da justiça. Em relação ao meu desempenho durante o curso, posso dizer que fiquei satisfeita, pois atendi às atividades requeridas: todos os comentários (embora devesse ter me atentado mais aos prazos de entrega); a apresentação do seminário, que me permitiu participar de forma confortável do debate levantado; e o desenvolvimento do paper, cuja abordagem foi influenciada pelo autor do seminário que apresentei de forma mais abrangente.
    Finalmente, gostaria de agradecê-lo pela disposição em expor os conteúdos de forma coerente e estimulante, que nos impulsiona a estudar os temas com dedicação, e por permitir nossa autonomia perante a realização das atividades propostas. Obrigada por esse quadrimestre! Bom recesso!

    Atenciosamente,
    Andrezza Gonçalves.
    R.A.: 21063812

    ResponderExcluir
  135. Adorei o tema dessa disciplina e a forma como ela foi abordada. Não consegui me dedicar tanto quanto gostaria devido a enorme quantidade de textos que esse quadrimestre demandou.

    Os debates ajudaram muito na compreensão dos autores, acredito que eu consegui participar bastante. Em meu paper consegui relacionar um assunto de meu interesse com autores da disciplina. Esse fator me ajudou bastante na desenvoltura do texto.

    A ideia do blog é interessante, apesar de se mostrar um pouco confusa para mim. Tive uma certa dificuldade de encontrar os temas devido a grande quantidade de comentários e as datas que cada tema estava inserida, mas acredito que isso possa ser melhorado com uma configuração melhor do blog.

    A proposta pedagógica de avaliação da disciplina é interessante, pois foge dos moldes tradicionais, que muitas vezes atrapalham mais do que ajudam. Tenho certeza de que consegui absorver o conteúdo dessa disciplina e de certos autores que tive mais afinidade. A exposição do professor também contribuiu muito na apreensão dos temas.

    Espero debater mais com o professor Peluso pelos corredores da Universidade, as discussões são realmente motivadoras.

    Obrigada e até mais,

    Michele Teixeira Bonote

    ResponderExcluir
  136. Apesar do quadrimestre ter ocorrido de uma forma mais curto, a matéria de Teorias da Justiça foi bem trabalhada e também bem auxiliada através da utilização do blog. Tive contato com novas visões de justiça, muito interessantes, e acredito que o aprendizado, através da ótima exposição do professor e aliado as discussões ocorridas na sala de aula, geraram um grande aprendizado para mim (vendo a questão de aprendizado através das discussões, como uma metodologia altamente interessante).
    Infelizmente tive um grande problema pessoal no início do quadrimestre, como conversado com o senhor, que se arrastou até o final dele. Então, assumo que não tive uma dedicação exemplar na matéria, mas me esforcei o máximo que pude. Agradeço ao senhor pelo aprendizado gerado com as ótimas aulas que tive e pela ferramenta utilizada (blog).

    ResponderExcluir
  137. Teorias da Justiça foi uma das matérias que eu mais queria fazer neste último quadrimestre, e não me decepcionou. Gosto bastante do método que o senhor utiliza para avaliar os alunos, acho bem mais eficiente do que o método tradicional que estamos acostumados. Nunca tinha tido contato com os autores apresentados na disciplina antes, e por isso achei a carga de textos em cada um deles um pouco pesada (apesar de necessária para entender as teorias). Os debates e seminários em sala foram muito interessantes e ajudaram a entender melhor as ideias defendidas por cada um dos autores. Sobre o meu desempenho em sala acho que fui bem, apesar de atrasar alguns comentários do blog por conta da correria do quadrimestre consegui entregar todos, e acredito que consegui absorver bem as teorias dos autores apresentadas em sala.

    ResponderExcluir
  138. Por já ter cursado uma disciplina ministrada por você (Conhecimento e Ética), eu já tinha noção do que seria exigido de mim. No entanto, a forma como a discussão foi colocada (em forma de 'seminário') foi, ao meu ver, de grande valia, ao passo que a maioria dos seminários propunham discussões com situações "práticas", onde o ponto de vista do autor podia ser destacado de forma clara, ao mesmo tempo que os alunos podiam expor seus argumentos e sua maneira de pensar diante de tais situações. Acredito ter sido um aluno regular e continuo defendendo a ideia de que a utilização do blog como ferramenta de avaliação é uma forma inteligente e prática de se fixar conteúdos.

    ResponderExcluir
  139. Creio que a disciplina seguiu de forma satisfatória, e fluindo melhor que Conhecimento e Ética, na qual cursei com o senhor quadrimestre passado, pelo fato da apresentação dos seminários ao decorrer das semanas, que propunham debates que permitiam minha maior compreensão da matéria, além de que apenas um comentário no blog por semana foi mais fácil de acompanhar, do que no ultimo quadrimestre, onde os dias variavam e tínhamos as vezes dois comentários por semana.

    Considero ter sido um aluno regular, compareci a boa parte das aulas, sempre que possível me envolvi com os debates e fiz as atividades propostas.

    ResponderExcluir
  140. Nome: Luis Guilherme Aguiar Fregolon
    RA: 21067112

    A matéria teorias da justiça foi marcada por inúmeros debates e discussões importantes em sala. Particularmente acho interessante o método do professor Luis Alberto Peluso. O sistema de blogs que o professor utiliza, valoriza a interação de ideias entre os alunos, e ter acesso ao pensamento de outros alunos, ajuda no desenvolvimento individual. Em se tratando do meu desempenho, acho que fui um aluno presente nas aulas, fui participativo na postagem dos temas, e participei ativamente no trabalho em grupo, sobre o pensador Berlin.

    ResponderExcluir
  141. Olá professor,

    Eu já estava bastante familiarizada com o método de aula e avalição por ter feito Conhecimento e Ética e também Ética nos quadrimestres anteriores... eu acredito que apesar de trabalhoso, é um método que nos faz realmente ler os textos e entender (pelo menos um pouco) de cada autor. Também gostei muito das apresentações semanais dos grupos pois os debates que surgiram além de proporcionar uma discussão interessante, movimentaram a aula. Como sempre o material disponível é incrível e há muitas informações sobre diferentes autores, diferentes pontos de vista e teorias o que é essencial para nossa formação.
    Quanto a minha participação, estava presente nas aulas e seminários mas admito que não consegui postar todos os comentários no blog... o quadrimestre foi corrido e não consegui me organizar direito. Espero corrigir isso nos quadrimestres futuros e... bom, é isso!

    Agradeço pela exposição dos assuntos nas aulas, até mais e bom recesso pra todos!

    ResponderExcluir
  142. Achei interessante a escolha dos autores, pois são poucos trabalhados pelas outras disciplinas. O que faz que essa seja diferente a aula.
    Os autores muitas vezes se complementam ou criticam com relação ao tema principal da aula e faz com que gere bons debates entre os grupos que seguem um ou outro.
    O sistema de postagens no blog é inovador e um pouco trabalhoso. É interessante para ver as opiniões e o entendimento dos outros alunos da disciplina, porem acredito que seria mais interessante ainda se houvesse algum estimulo ao debate nele, uma espécie de fórum para o debate.
    Os seminários foram uma boa escolha. Serviram para que o debate na aula fosse realizado de uma maneira diferente por ser encabeçado por alunos. A participação dos alunos presentes também influenciou positivamente no rumo das aulas. Os questionamentos e pontos de vista levantados pelos colegas ajudaram no entendimento e no seguir da aula.
    O professor Peluso mostrou possuir um conhecimento vasto sobre os autores e os temas apresentados na aula. Um ponto que achei muito interessante foi o modo como o professor defendeu cada idéia, mostrando os pontos que não concorda, mas principalmente o posicionamento e as idéias presentes neles. Defendeu muitas vezes como se fosse suas idéias e não apenas como mais uma idéia da qual não concordava.
    No geral a aula foi muito bem ministrada pelo professor Peluso, com bons autores e boas discussões. O blog é uma ferramenta nova e que pode ajudar, porem devemos nos acostumar com ele.
    Acredito ter aproveitado bem as aulas explicativas e principalmente as de seminário e debate. Essa foi a parte mais interessante da aula, pois, como dito anteriormente, era onde debatíamos as nossas ideias e pontos de vista.O debate e a discussão são os meios que mais ajudam na formulação de idéias e argumentos para fundamentar nossos pontos de vista e também para compreender pontos de vistas diferentes que acabam complementando os nossos.
    Participei do blog semanalmente, porem atrasei alguns comentários. Utilizava o blog mais como uma ferramenta para ver os conteúdos referentes às aulas futuras e para ver previamente a opinião dos colegas dos anos anteriores e dos atuais que já haviam postado seus comentários. Vejo o blog com bons olhos, porem levei um tempo para me acostumar com ele.
    Por conta do ritmo eloqüente dos nossos quadrimestre e trabalhos fora da universidade não consegui realizar algum trabalho com um nível que acreditasse ser bom para apresentar ao senhor. Logo deixei de fazer o trabalho escrito para entregar, pois acredito que se for para fazer um trabalho mal feito e mal escrito prefiro não entregar nada.
    Alguns autores foram muito interessantes e estou tentando me aprofundar em suas idéias. Admirei muito as idéias de Robert Nozick por apresentar uma idéia bem diferente da defendida pelo senso comum, chegando a muitas vezes ser considerado imoral. Vejo pontos corretos e pontos falhos sendo digno de mais estudo e atenção.

    Guilherme N A Melo
    R.A. 21050512

    ResponderExcluir
  143. Jonatas Silveira de Souza
    RA: 21040912

    Gostaria inicialmente de tratar dos pontos que achei mais positivos da matéria ministrada nesse quadrimestre. Sem “puxa-saquismo” algum, tenho certeza que o que mais motivou os alunos foi a didática a e maneira como o Sr. Peluso soube dar a aula. Por conhecimento de um amigo veterano e pela minha anterior experiência na matéria de “Conhecimento e Ética” tinha certeza que está matéria seria, novamente, uma matéria prazerosa de se cursar.


    Prazerosa no sentido de que os temas abordados dificilmente seriam estudados no curso pelo qual optei seguir no pós BC&H, e como pude perceber durante a discussão, estes temas tem uma correlação direta com as escolhas que faremos agora de cursos específicos. Além disso, a leitura desenvolvida sobre os autores que, eu pessoalmente tive pouco ou nenhum contato anteriormente, fez dessa experiência como a de uma criança que sai para explorar um campo nunca antes visto, ótimo de se brincar e crescer. No caso da matéria, as brincadeiras ficaram na forma de provocações feitas durante os seminários e o crescer foi o resultado de muita leitura e de expressar as mesmas em debates – muitas vezes fervorosos – durante as aulas.

    A surpresa é que nesta matéria o encaixe com a realidade era algo necessário para o entendimento da matéria. E, além disso, por mais que muitas vezes se tratassem de conceitos abstratos cada uma das teorias ou analisava a realidade ou mostrava um teor de aplicabilidade impressionante por trás dos seus pressupostos. Creio que não só a aula foi “legal”, o que me chamou a atenção – desde o curso passado - foi o uso de uma ferramenta na internet. A mesma foi de extrema ajuda na hora dos estudos, não nego que passo algumas horas usando o computador diariamente e isso facilitou o acesso aos textos.

    Deixaria como crítica a falta de interesse por parte dos alunos na aula, por mais que muitas vezes o professor nos provocasse senti a falta de ação de meus pares e minha, pois não me abstenho dessa crítica. Se um ingressante me perguntasse sobre como a matéria “funciona” teria muito mais elogios a fazer que estas escassas críticas. Achei em quase todos os aspectos uma experiência muito interessante na minha vida acadêmica. Além disso, na última aula, recebemos um feedback do professor, que me deixou animado, não só era perceptível, mas o nível do debate aumentou muito desde o começo, o escopo teórico dos alunos foi muito enriquecido durante a matéria.

    O fato de os autores serem atuais fez com que a matéria nos mostrasse um novo lado da filosofia política e que o discurso é algo necessário para a evolução. O fato das teorias que estudamos moldar políticas e formas de organização apenas reforça como o estudo da filosofia é importante nos dias de hoje, pois o mesmo foi e ainda é base das grandes construções pragmáticas do nosso mundo e mais ainda do raciocínio do homem.

    ResponderExcluir
  144. Olá professor,
    o desenvolvimento do curso contou com uma dinâmica muito interessante e inteligente, com a primeiro entravámos em contato com a teoria dos autores, depois tinhámos a exposição dos mesmo por meio de seminários que tentavam trazer a teoria para a realidade e suas aplicações, além dos textos e comentários disponíveis no blog que nos deram bases para concretizar todo o conhecimento colocado em sala de aula. Este método me fez sentir realmente estar absorvendo o conteúdo de maneira satisfatória.
    Apesar de ter me atrasado em alguns comentários, elaborei um documento com todos os meus comentários e foi interessente pois pude através deles comparar os autores com mais facilidade e também pude ter a percepção do meu amadurecimento ao longo do curso. Achei muito interessante o fato de trabalharmos com autores contemporâneos e por saber que muitas das questões levantadas por eles estão em debate na atualidade e poderemos acompanhar a evolução a partir de agora com mais entendimento das questões.
    Os debates em sala de aula, foram muito ricos, alguns alunos tiveram de fato uma participação excelente e deixaram os debates muito interessantes.
    Quero agradecer pelo curso, e desejar bom recesso.

    Raquel Ribeiro Rios
    21008812

    ResponderExcluir
  145. Boa noite, professor.

    Primeiramente, devo admitir que essa disciplina foi, não, apenas, a mais esperada do BC&H, como, também, a mais complexa, para mim.
    Já havia cursado outra disciplina com o senhor (Conhecimento e Ética) utilizando uma plataforma parecida, e achei essa disciplina extremamente mais dinâmica, devido aos seminários semanais, além dos textos e datas para comentários muito bem distribuídos.
    A utilização do blog é muito eficaz, pois possibilita maior viabilidade e mobilidade para a entrega das atividades. A data de entrega dos comentários foi bem organizada, uma vez que a aula ministrada, no dia seguinte à entrega da atividade, deu uma ótima base para as discussões seguintes às apresentações dos trabalhos.
    Os autores e obras abordados são complexos e intensos, ainda mais para mim, que nunca tinha entrado, de forma mais profunda, em contato com essa área do conhecimento. Porém, após o curso, sinto que compreendi, não sem muito esforço, as diferentes vertentes apresentadas sobre o debate que ronda as teorias da justiça. Então, considero meu desempenho satisfatório, uma vez que consegui cumprir as atividades propostas e, acredito, ter alcançado o objetivo proposto, mesmo que tenha ficado o desejo de ter-me atido por mais tempo em alguns temas específicos, o que, de fato, foi pouco possível devido ao curto período de tempo.
    Enfim, gostaria de agradecer-lhe, novamente, pela sua dedicação ao ministras extremamente proveitosa com o senhor, professor.

    Atenciosamente,
    Julia Djaia

    ResponderExcluir
  146. Boa noite professor.

    Primeiramente gostaria de agradecer a oportunidade de cursar mais uma disciplina com o senhor. Cursei Conhecimento e Ética no quadrimestre passado e tive muito afinidade pelo método de avaliação e também do conteúdo propriamente dito que nos foi apresentado. A disciplina Teorias da Justiça não foi diferente.

    O método de seminário é muito interessante, pois aprofunda o conhecimento em determinado tema. Os comentários do blog funcionam de uma forma bem interessante, fazendo com que os alunos estejam sempre a par da matéria.

    Estive presente em grande parte das aulas e só faltei por motivos de saúde. Não sei quanto aos meus colegas de sala, mas notei uma certa ausência de grande parte da maioria. Não sei seus motivos, mas acredito que devam ter um!

    Professor, infelizmente não poderei cursar a disciplina Ética que o senhor ministrará quadrimestre que vem, então já ficam aqui minhas despedidas. Espero cursar mais alguma matéria antes do senhor se aposentar.

    Abraços,
    Bruno Pestana Macedo
    RA 21049312
    brunopestana94@hotmail.com

    ResponderExcluir
  147. Carolina Fátima de Oliveira e Marques Paula
    RA 21006412

    Professor, devo dizer, sem hipocrisia, que adoro seu método de aula. Suas explicações são extremamente claras e objetivas. Seu programa de atividades também é muito bom, porém um pouco corrido. (Não lhe culpo, uma vez que nos encontramos no esquema quadrimestral) Devo admitir que tive que planejar melhor meu tempo comparadamente a outra disciplina ministrada pelo senhor, Conhecimento e Ética.

    Pessoalmente falando, gostei demais da matéria. Teorias da Justiça me surpreendeu por me fazer estudar conceitos diferentes que não havia visto anteriormente durante meu período na faculdade. Me faz pensar a respeito de ideias que divergem, que se conflitam.

    O que mais gostei no blog foram os vídeos (principalmente os vídeos do Sandel), que, ao meu ver, interagem mais ativamente com o aluno. Os comentários dão espaço aos alunos e as eventuais dúvidas que possam surgir.

    Não tenho muito o que falar dos meus colegas de classe, pois acredito que se não houve total dedicação por parte de uns ou outros, deve-se ao cansaço e correria, totalmente normal na UFABC.

    Posso afirmar, sem dúvida alguma que me esforcei ao máximo. Realizei todos os comentários, li os textos, assisti os vídeos e participei ativamente das aulas. Meu seminário, realizado juntamente aos meus colegas, foi completo.

    Obrigado por tudo professor. Você, com certeza, será inesquecível tanto pelo conhecimento transmitido a mim como pela maneira divertida e atenciosa de ensinar.

    ResponderExcluir
  148. Professor Dr. Peluso, parabéns pela excelente aula ministrada, ela nos fez refletir, pensar além das Teorias da Justiça. O método empregado para o aprendizado foi perfeito, levando-nos à participação das aulas e dos debates de forma expontânea e muito proveitosa, ajudando a desenvolver um raciocínio mais claro e crítico. Os colegas de classe foram ótimos. Posso dizer que só tenho a lamentar as aulas que perdi por motivos alheios a minha vontade. Procurei participar ao máximo das aulas e fazer as leituras propostas e os trabalhos, uma nota B ou C penso que estaria de acordo com o aproveitamento das aulas. Desejo ao professor e a toda família Peluso um ótimo período de férias.

    ResponderExcluir
  149. Boa noite professor!

    Essa foi a segunda disciplina que eu cursei com o senhor, a outra foi conhecimento e ética, no quadrimestre passado.
    Confesso que essa disciplina foi muito densa, mas acho que consegui absorver o conteúdo de forma razoavelmente boa. Sou a favor desse método de avaliação, mas percebi que ele acabou por contribuir ara que eu me dispersasse, foi necessária grande disciplina para que eu não me distraísse enquanto estava online para fazer os comentários.
    Sobre o conteúdo, achei muito interessante, principalmente os textos de Rawls e suas críticas, e como é possível aplicar seus pensamentos a assuntos que cercam meu dia a dia, como as cotas universitárias (assunto do meu paper). O seminários também foram ótimos e por muitas vezes divertidos.
    Obrigada por compartilhar seu vasto conhecimento conosco professor, e bom recesso!

    ResponderExcluir
  150. O curso foi muito trabalhoso, com alguns textos muito longos, no entanto foi um curso muito interessante, continuo gostando do formato com o blog para que ao escrever o comentário possamos refletir mais sobre o assunto, como também da forma de apresentação das ideias dos autores pelos alunos para gerar debates dentro da sala.
    Em relação a minha auto avaliação acredito que não aproveitei totalmente o curso, já que não participei muito da principal parte, que seriam os debates dentro da sala de aula. A sugestão que poderia dar seria para que o professor escolhesse textos menores, para que os possamos aproveitar melhor.

    ResponderExcluir
  151. Olá professor,

    Foi um prazer fazer mais uma disciplina com o senhor (a primeira foi Conhecimento e Ética no quadrimestre passado). Aprecio muito a sua didática e a atenção dispensada aos alunos. Achei o curso pesado, em parte porque o tema tratado é um tanto difícil, e em parte porque, na prática, tivemos apenas 2 meses de aula nesse quadrimestre muito corrido. Quanto aos meus colegas, não tenho grandes reclamações, a não ser o fato de achar um pouco chato quando um só aluno, que dominava mais o assunto, acabava dominando também a discussão (muito embora acrescentasse bastante ao conhecimento geral). Nesse sentido citado entra também a minha parte, pois poderia ter sido mais ativa nas aulas, ainda que não tenha deixado de participar de algumas discussões. Não acredito que aproveitei o curso como deveria, pois essa é, sem 'puxa-saquismo' - com o perdão da expressão - uma das disciplinas mais interessantes do BC&H, e não consegui me dedicar como queria (embora tenha me esforçado bastante para fazer cada comentário e cumprido a obrigação de ir na maioria das aulas com prazer). Gostaria de ter aprofundado mais o conhecimento sobre os autores.
    É isso. Muito obrigada pela bagagem que o senhor nos trouxe.

    ResponderExcluir
  152. Sinceramente, creio que esta foi a disciplina a que mais me dediquei neste quadrimestre; e, contudo, não posso fingir que meu desempenho nela não foi errático. Em particular, confesso que desdenhei as atividades do blog. Isso não foi sem razão: assim como propostos, essas atividades servem sobretudo a fazer o controle das leituras dos alunos, -- o que me fez sentir bastante desestimulado de fazê-las.
    Não que eu esteja afirmando que o controle das leituras dos alunos não seja importante e necessário. O que estou sugerindo é que o comentário no blog não me parece um modo estimulante, para o aluno -- ou, pelo menos, para mim --, de se aferirem essas leituras. Na disciplina de Ética que cursei com o professor Peluso, as atividades no blog, apesar de a proposta ser a princípio a mesma, foram muito mais estimulantes, por duas razões: a primeira, porque se tratava de um curso com menos alunos e com uma formação já mais adiantada -- o que garantia um pouco mais de desenvoltura nas exposições, e assim a possibilidade de que essas dessem margem a discussões --; e a segunda razão é que o próprio professor Peluso participou mais das atividades do blog nessa disciplina, fomentando discussões.
    Quanto ao restante, creio que meu desempenho na disciplina foi, sem falsa modéstia, excelente. E isso também não se deve ao acaso, mas ao fato de que o professor Peluso tem uma capacidade inigualável de criar em sala de aula um ambiente intelectualmente estimulante, capaz de incentivar os alunos e se interessarem e a dominarem os autores: não por estímulos externos (notas ou outras vantagens), como faz a maioria dos professores, mas por estímulos internos -- isto é: porque o professor Peluso sabe nos fazer reconhecer o avanço de nosso próprio conhecimento, e sabe nos fazer gostar de conhecer.
    Julgo, aliás, que meu desempenho no blog foi tão pífio também porque (e talvez esta seja a razão principal, na verdade) o desnível entre as atividades em sala de aula e as atividades no blog é enorme. Como já sugeri ao professor Peluso, talvez o ideal fosse, numa outra ocasião, tentar impor uma dinâmica um pouco diferente ao blog, mais parecida com a dinâmica de grupos de discussão no Facebook. Mas isso é algo a se pensar.
    Quanto ao programa: é uma pena não se poder trabalhar de forma mais detida todos os autores. Apesar de eu não considerar que estariam todos no mesmo nível (o pobre do Sandel, em particular, que me parece um mero divulgador científico se comparado aos demais), creio que o programa é mesmo o ideal, e que seria uma pena se algum dos autores tivesse que ser excluído. Claro, o resultado de um programa como esse é um tanto superficial, e não muito homogêneo (no sentido de que alguns dos autores, pela profundidade de suas obras, demandariam mais atenção que outros, em um estudo mais aprofundado); no entanto, creio que essa é mesmo a abordagem mais adequada em uma disciplina introdutória do BC&H.
    Enfim: no geral, penso que, apesar das arestas, o curso foi um grande sucesso. Pessoalmente, meço o sucesso de um curso pelo que ele me faz pensar de interessante, e pelo qualidade da minha produção intelectual decorrente do que aprendi nele (tanto em termos de conteúdo quanto de desenvolvimento de habilidades): e, dados esses quesitos, o curso de Teorias da Justiça do professor Peluso foi dos melhores que tive na UFABC (e não só na UFABC) até hoje.

    P.S.: Estou especialmente satisfeito com o resultado de meu trabalho final. Espero que o professor e os colegas tenham tanto prazer em lê-lo quanto eu tive em escrevê-lo.

    ResponderExcluir
  153. A disciplina foi bastante proveitosa. O debate construído pelos autores estudados fornece critérios de análise para a concepção daquilo que é justo e dialoga com outros conteúdos previamente estudados e diversos campos do saber. Desse modo, sua presença possui grande pertinência num bacharelado interdisciplinar.

    Gostei muito da metodologia de ensino e avaliação e entendo que ela contribua para o sucesso do curso. Em iniciativas como os debates realizados em sala de aula e os comentários no blog é possível identificar uma forma de análise do aluno realizada pelo professor, mas também um instrumento de autogestão de grande valor, o qual o aluno pode utilizar para mensurar sua aprendizagem - o quanto consegue absorver de determinada leitura e produzir conteúdo acerca dela - e também de interação entre os membros que compõem o curso.

    Me desapontou levemente, contudo, a carga relativamente alta de conteúdos obrigatórios a serem lidos e produzidos. Me agradaria muito poder ter realizado todas as atividades da matéria com um alto grau de qualidade, mas, uma vez que existam demandas das mais variadas formas no conjunto de disciplinas da graduação, em alguns momentos não houve outra escolha senão a não realização de algumas tarefas propostas.

    No mais (e apesar da deficiência supramencionada), considero o curso uma experiência positiva e sou grato ao professor por ter orientado a turma nesta temática. Obrigado!

    ResponderExcluir
  154. Boa noite, Professor.

    Essa já é minha segunda matéria com o senhor, e admito que como de costume, adorei a forma como a mesma foi ministrada. Creio que o formato de blog para postar os comentários semanalmente auxiliem na fixação e na compreensão pós-aula, deixando a interesse do aluno o maior aprofundamento ou busca somente pelo aprendizado básico. Os textos, apesar de longos e pesados em algumas situações, sempre trouxeram complementos acerca do que era abordado em aula, de forma que seguia-se sempre uma ordem de autores condizentes com o contexto das aulas antecedentes, trazendo uma certa linearidade e relação entre os filósofos estudados. Admito que apesar da filosofia do direito ser uma matéria que me cresce os olhos, também é trabalhosa, e devido a isso, minha falta de organização trouxe alguns atrasos em relação às postagens. A grande maioria dos meus colegas já eram conhecidos meus, de forma que pudemos trocar experiências e maior auxílio no entendimento dos textos mais densos, nunca possuindo nenhum tipo de conflito ou algo do gênero. Além disso, faltei à algumas aulas, mas tentei sempre ler ou assistir a maioria dos vídeos postados, a fim de obter maior conhecimento. Enfim, professor, é isso. Boas férias e abraços.

    ResponderExcluir
  155. Boa noite Professor Peluso,

    Primeiramente gostaria de enfatizar que a forma como a disciplina foi estruturada fez com que as temáticas tratadas fossem, ao longo do curso, se complementando, o que facilitou a compreensão de conceitos e o entendimento dos alunos. A dinâmica das aulas proposta pelo professor facilitou ainda mais a compreensão dos autores, pois quando um grupo de alunos apresenta certa temática com o intuito de suscitar debate, tornam a aula muito interessante e os propósitos dos autores ficam nítidos, assim como as diferenças e pontos comuns entre eles.
    Quanto ao meu rendimento na disciplina, acredito ter conseguido absorver os conteúdos propostos, porém tive problemas com a quantidade de obras para serem lidas e analisadas por se tratarem de textos densos e numerosos, o que fez com que me atrasasse nas elaborações dos comentários. As outras matérias que estão alocados, seguindo o quadrimestre ideal, junto com Teorias da Justiça, demandam também muito tempo de estudo, o que dificulta um bom rendimento em todas elas.

    Muito obrigada pela dedicação, paciência , pela forma com a qual transmite seus conhecimentos aos alunos e por proporcionar aulas interativas e maneiras alternativas de avaliação,

    ResponderExcluir
  156. Boa noite, professor.

    Primeiramente gostaria muito de agradecer pelo curso. Mesmo não me interessando tanto pelo tema em pauta, o dinamismo das aulas fez com que o conteúdo ficasse muito mais deglutível. Gostei muito da matéria "Conhecimento e Ética" e, portanto, fiz questão de pegar "Teorias da Justiça" com o senhor também. Os critérios de avaliação e a didática continuaram excelentes ao meu ver. Gostaria apenas de fazer um adendo aos seminários que neste quadrimestre foram instituídos. Considero que essa dinâmica a qual o senhor inseriu neste curso trouxeram debates bem mais produtivos e ricos à sala, principalmente no quesito de aplicabilidade de uma teoria ou outra. Ilustrar os conceitos e ver uma certa aplicação para todas aqueles conceitos torna tudo mais fácil. Achei fantástico.
    Considero que tive um bom rendimento. Presenciei grande parte das aulas ao longo do quadrimestre e pude acompanhar quase todos os debates e questões levantadas pelos grupos. Entretanto, mais uma vez tive problema com prazos. Por mais que goste da sua forma de avaliar o desempenho dos alunos, talvez eu ainda seja à favor da boa e velha resenha. Fiquei sem internet grande parte do quadrimestre e tive que correr nesses últimos dias para compensar todo tempo perdido, por mais que minhas anotações relativas às aulas e textos estivessem praticamente prontas. Por mais que eu tenha tirado grande proveito de suas aulas, me culpo e peço desculpas pela minha falta de pontualidade, provavelmente se eu pudesse ter seguido criteriosamente os prazos, meus ganhos teriam sido muito maiores.
    De qualquer forma, espero que possamos nos rever em outra disciplina.

    Abraços,
    Matheus de Almeida Rodrigues - 21039712

    ResponderExcluir
  157. No meu ver, a disciplina foi a melhor que eu tive neste quadrimestre. Tanto a matéria em si como a forma como ela nos foi passada (aula teórica + seminário e debate a cada semana) contribuíram para que todos, inclusive eu, se interessassem, ainda que de maneira mínima, pelos autores e questões abordadas.

    Muito me agradou ser apresentado ao debate contemporâneo neste campo da filosofia. Julgo que foi importante ter conhecido, ainda que de maneira bem superficial, as teorias de alguns dos autores que estão na 'linha de frente' no desafio de se compreender o complexo conceito de justiça nos tempos atuais.

    O blog, mais uma vez, se mostrou como sendo uma ótima ferramenta para os alunos realizarem suas atividades de maneira interativa. Apesar de, assim como em Conhecimento e Ética, ser um pouco cansativo no que diz respeito à quantidade de material obrigatório de leitura para a elaboração dos comentários e à quantidade de comentários.

    No mais, só tenho a agradecer ao professor e aos alunos que, no dia a dia das aulas, me ajudaram - com questionamentos, provocações e pontos de vista - a ter um entendimento mais amplo sobre o conteúdo da matéria.

    Lucas Henrique de Jesus
    R.A. : 21022012

    ResponderExcluir
  158. Bom, como já foi discutido em aula, o programa de atividades, foram muito bons, a discussão de cada tema, e de cada autor. E Também a discussão sobre os problemas da faculdade e também dos problemas do BCH.
    Sobre os colegas de classe, foi bem tranquilo, gostei das discussões, e eu os achei todos bem claros, enquanto explicando o que eles mesmo achavam sobre os temas, acho que seriam melhores se não mais aplicadas mesmo. No caso da avaliação do esforço, acho que realmente eu poderia melhorar, como não fiz o paper, acho que poderia ter me esforçado mais ainda, mas graças a alguns problemas pessoais, não consegui. Mas no geral, eu adorei as aulas, e adoro como o senhor da a matéria, com certeza o melhor professor do BCH, por não lidar como nós, alunos, como se nós fossemos apenas crianças, apesar da grande diferença de currículo do senhor e do nosso.
    abraço,
    Rafael de Souza Cabral
    RA: 21072412

    ResponderExcluir
  159. Ao meu ver, o curso Teorias da Justiça ministrado pelo professor Peluso foi excelente. Mesmo tendo uma posição fortemente oposta aos pensadores liberais (e acho que o professor precebeu isso rsrs) adorei conhecer as teorias liberais de justiça e o debate presenta nesata esfera da filosofia.

    O modo como a disciplina foi ministrada, com aulas intercalados com seminários, somados ao blog, ajudaram muito na construção do conhecimento.

    A avaliação final é completamente positiva.

    Gabriel Alvarez (21042512)

    ResponderExcluir
  160. No geral o curso foi muito interessante para mim. Entrei em contato com uma linha diferente de pensamento e a cada autor que passava eu aprendia coisas novas. meus autores preferidos foram Robert Nozixk e Michael Sandel.
    Novamente acho que o esquema com o blog foi um sucesso, e os seminários também funcionaram muito bem. Creio que um debate é sempre bom para aprendender mais sobre os autores.
    O professor foi ótimo nas explicações dos autores, parecia ser um grande especialista em todos os autores citados, gostei muito.
    Obrigado professor, o curso foi ótimo!

    ResponderExcluir
  161. Acabei de mudar do curso de BCT para BCH e a primeira experiência com as matérias de humanas foi muito positiva tanto com Teorias da Justiça como com outras matérias. Achei o sistema de avaliação muito interessante pois fazendo os comentários no blog o aluno se mantém a par da matéria. E por fim o professor ministra as aulas de uma forma sensacional, prendendo a atenção da sala com debates e discussões.
    Em questão da auto-avaliação gostaria de ressaltar que passei por um assalto no meio do quadrimestre onde os ladrões entraram em casa e levaram todos os aparelhos eletrônicos portanto após o ocorrido meus comentários ficaram atrasados mas realizei todos no decorrer do quadrimestre.
    Outra coisa que gostaria de colocar é que devido ao tempo perdido com meus problemas não tive tempo de montar um bom papper portanto eu escolhi um autor o qual absorvi melhor as ideias e baseado nos meus comentários sobre ele apenas aprofundei um pouco mais.

    Felipe Vida
    Ra: 11068912

    ResponderExcluir
  162. Olá professor, pra começar a auto-avaliação, na minha opinião achei o programa de atividades da disciplina "Teorias da Justiça" bem coerente com o proposto, senti um pouco de dificuldade com os temas, mas em relação a dinâmica das aulas, a forma como elas foram expostas não tenho do que reclamar, com algum esforço foi possível levar a disciplina. Sobre os colegas de classe também não tenho reclamações, alias merecem até elogios os que conseguiram formular perguntas que também eram do meu interesse, mas não conseguia formular. Não tenho nenhuma indicação sobre melhoria na forma de aula, pois gosto dessa dinâmica de leitura, exposição e debate, além do seminário ser fora do tradicional com grande abertura para exposição das opiniões, e a ideia do blog é muito boa. Sinceramente não me esforcei quanto eu queria nesta disciplina, por exemplo não consegui ler todos os textos, e alguns dos que eu li não consegui interpretar e me aprofundar o quanto eu queria. Em setembro tive alguns problemas pessoais sérios que influenciaram bastante meu desempenho, não apenas nessa matéria, mas em todas as outras. Mas enfim, aproveitei o que pude, gostei muito das discussões em sala, porém não consegui aproveitar o quanto eu gostaria.

    De qualquer forma, suas aulas são muito boas, estão de parabéns. Obrigado professor Peluso por todo conhecimento transmitido! Boas férias, abraço.

    Beatriz Luzia de Campos Manocchi
    RA: 21076512

    ResponderExcluir
  163. Sinceramente, ao primeiro contato tive uma grande afastamento crítico da disciplina. A filosofia analítica me assusta de diversas formas, principalmente em muitas naturalizações que a hermenêutica trata de propor diversas críticas.
    Mas como proposta de conhecimento base e crítico foi de extrema importância para a minha formação. Lidei com ponto que nunca tinham sido expostos desta forma, o que me capacitou para aumentar meu conhecimento de certas ferramentas e pontos de entrada para muitas discussões, como, obviamente, a discussão da justiça pareante a normatividade, algo que não é deveras proposto em outras meio de se inserir.
    O que mais me chamou a atenção, foi a proposta do Amartya Sen, o que qual eu acabei utilizando no Paper final, me assuntei com seu desenvolvimento, mas vi ali muito potencial pragmático, sem divagações teóricas para um estado de emergência no qual se encontra a sociedade liberal.
    Pequei por extremos atrasos, apesar do interesse na proposta, é complicado ultrapassar os limites da disposição de um ano letivo tão cansativo como o atual. Estou cansado, e parece que não houve um tempo sequer de descanso desde janeiro deste ano, já estou me preparando para o próximo neste recesso, por exemplo. Este regime é muito exaustivo e venho percebendo que estes sintomas estão sendo sentidos pela maioria das pessoas que eu conheço.
    No mais como todas as matérias que tive com o senhor procurei aproveitar ao máximo dentro de meus limites e ao final percebi a importância de lidar com esta proposta de debate.

    Guilherme Medeiros
    11055211

    ResponderExcluir
  164. Boa noite professor !

    Em primeiro lugar gostaria de dizer que a utilização do blog é uma ideia muito interessante e de grande valia ; os comentários me ajudaram muito a compreender de forma mais eficaz os conteúdos abordados e com o passar do tempo pude notar que aqueles foram se aprimorando , uma vez que foi possível relacionar diferentes autores e suas teorias.
    As aulas foram muito bem ministradas e ocorreram de forma bem 'leve' sem sobrecarga de conteúdos. A ajuda do senhor foi dada quando solicitada , em especial nos trabalhos em grupo
    Para finalizar, gostaria de agradecer ao senhor pela dedicação e pelas ótimas aulas ministradas !

    ResponderExcluir
  165. A matéria foi bastante estimulante, considerei importante o aprendizado
    sobre as diferentes posicionamentos sobre o problema da justiça dentro
    da visão Anglo americana. Gostaria que o estudo do tema fosse extensivo
    a autores de outros infoques, mas reconheço a imposibilidade de abrir
    mais o leque de estudos no curto espaço de tempo disponivel em um
    quadrimestre. A participação da turma de alunos foi fantastica,
    praticamente toda a classe participou das discussões dos temas
    ,contribuindo com seus conhecimentos individuais para o enrriquecimento do
    conhecimento de todos. A intensa participação dos alunos nos debates em
    sala de aula sempre foi bastante estimulada pelo professor que
    garantiu espaço para as opiniões divergentes. O blog como ferramenta
    didática e bastante positivo, embora continue sem as garantias de
    acessibilidade o que me impede de fazer as atividade de forma
    independente o que me levou a conseguir comentar parcamente apenas oito
    dos temas sugeridos. Gostaria de alertar para o fato de que a partir do
    ano que vem, a Universidade contara com cotista potadores de
    deficiencias o que torna nescessário promover a acessibilidade nas
    ferramentas de ensino.Parabéns ao professor PELUSO e aos colegas pela
    oportunidade de nossa convivência.

    JOSIAS ADÃO BCH MATUTINO

    ResponderExcluir